O prefeito interino de Goiânia, Romário Policarpo, sancionou projeto que altera o símbolo utilizado para a identificação preferencial de idosos. O texto é de autoria do próprio vereador e já havia sido aprovado em segunda votação na Câmara Municipal de Goiânia em meados de outubro. A mudança vale para placas instaladas em locais públicos e privados.

Durante a sanção da lei, foi realizada a substituição de uma nova placa no estacionamento do Paço Municipal, como ato simbólico. A troca oficial das placas pelo município, será regulamentada por meio de decreto do Executivo.

A proposta substitui a atual imagem de um idoso curvado e com bengala, para um símbolo de uma pessoa mais ativa, ao lado da inscrição “60+”. A ideia da substituição partiu do estudante Mateus Frata Naciff, de 10 anos, que não gostou de ver um idoso curvado e com bengala representado os idosos. “A representação do idoso através de uma bengala e dor nas costas é um desrespeito, já que esse não é o caso de todos”, declarou o garoto na ocasião da votação.

Segundo o prefeito em exercício e autor do texto, a mudança é importante para que os idosos se sintam representados pelas placas, e não constrangidos. “É um respeito com a população da terceira idade”, ressaltou.

Vagas para idosos

A reserva de 5% de vagas em estacionamentos e o atendimento preferencial a pessoas com mais de 60 anos foram determinados pelo Estatuto do Idoso, de 2003. Na justificativa apresentada ao projeto, o autor ressaltou ser importante que os idosos “se sintam representados pelas placas, que devem simbolizar um de seus direitos, e não se sentirem constrangidos pela forma como foram retratados”.