Cerca de 150 cachorros foram afetados pelo alagamento de sábado, 25, no abrigo Anjos Peludos, ligado à vereadora Luciula do Recanto (PSD). Segundo a parlamentar, os cães saudáveis precisaram ficar no telhado, enquanto os doentes foram levados provisoriamente para baias em reformas. Nenhum animal morreu, mas alguns ficaram feridos.

De acordo com Luciula, a chuva deste final de semana causou diversos estragos no local e serão necessárias reformas para voltar ao funcionamento normal. “Hoje o abrigo está com duas alas de baias desativadas por conta de telhas e portões quebrados. Por falta de escoamento, o pior foi que a inundação também arrastou cães e casinhas”, destacou. 

Para resolver o problema de alagamento, a vereadora contou que é necessário fazer um planejamento de drenagem de água. Além de modificar toda a estrutura de escoamento e saneamento, as fossas sépticas também transbordaram. Portões e telhas também precisarão ser substituídos. 

“Graças a Deus estamos conseguindo ajuda, mas só vamos saber ao certo nesta semana porque vamos mudar toda engenharia e escoamento da chácara”, disse a parlamentar, em contato com Jornal Opção. “A tendência é que possa ocorrer uma inundação ainda pior e que dessa vez animais morram. Isso seria uma tragédia porque lutamos diariamente para fazer o nosso melhor pelos animais, sem nenhuma assistência pública, somente com a ajuda da sociedade civil”, completou.

Luciula também destacou o trabalho rápido dos caseiros e dos funcionários da chácara que agiram de forma rápida para evitar que tragédia fosse maior. “Quando notaram as telhas voando e quebrando, além do pátio alagado, eles desceram correndo e improvisaram locais para alojamento, quando notaram o aumento do volume de água. Caso não fosse essa intervenção rápida, muitos animais poderiam ter morrido”, pontuou. 

A vereadora também compartilhou códigos PIX para colher contribuições para custear os reparos do abrigo e o socorro aos animais atingidos. As colaborações podem ser feitas por meio de chave CNPJ (26.296.042/0001-05) ou número de celular (62 99304-8538).