Após apenas quatro jogos, o Vila Nova optou por demitir, neste sábado, 21, o treinador Lisca, um mês depois de sua contratação, em setembro. Com uma vitória, uma derrota e dois empates, o técnico deixa o comando da equipe após o revés diante do Tombense por 3 a 1.

Conhecido por ser um técnico motivacional, Lisca foi contratado para salvar a temporada do Vila Nova. Apesar da equipe ter sido uma das melhores no primeiro turno da Série B, houve uma queda expressiva de rendimento na segunda metade. Hoje o time ocupa a 9ª posição, com 51 pontos.

A mesma situação foi a motivação para o treinador assumir o Vila Nova. Segundo ele, a chance de conquistar o acesso foi um fator determinante para sua vinda. Ele também conta que recusou 21 propostas antes da equipe goiana.

Além de Lisca, o auxiliar Márcio Hahn e o preparador físico Jonas Deves também foram demitidos. Ainda não há informações sobre o próximo técnico do Vila Nova.