O Comitê de Apelação da Real Federação Espanhola de Futebol reduziu as punições antes aplicadas ao Valencia em decorrência do racismo praticado pela torcida contra o atacante brasileiro Vinicius Júnior. A princípio, o clube deveria fechar um setor do estádio Mestalla por cinco rodadas e pagar uma multa de 45 mil euros (R$ 241 mil). Agora, o bloqueio ocorrerá por apenas três rodadas, com multa reduzida para 27 mil euros (R$ 144 mil).

Apesar de afrouxar a pena ao Valencia, a Federação manteve o cartão vermelho aplicado a Vini Jr durante a partida.

Mesmo com a redução, o Valencia declarou que deve vai recorrer ao Tribunal Arbitral Del Deporte (TAD), por considerar a pena “injusta” e “desproporcional” aos atos. O TAD é última instância da justiça esportiva na Espanha.