A menos de duas semanas da realização do segundo turno das eleições, o Ministério Público Eleitoral (MP Eleitoral) ajuizou 229 representações por propaganda irregular em Goiás. O órgão divulgou balanço parcial da atuação de fiscalização, realizada em parceria com o Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO).

Das 229 representações, 199 são por derramamento irregular de santinhos de santinhos. De acordo com a lei, a atuação para esse tipo de modalidade prevê que as propostas de representação sejam abertas em 48h.

Além das representações ligadas aos santinhos, há também 30 representações por propaganda em outdoor – ou que configura efeito outdoor, como peça publicitária que excede os limites legais –, propaganda antecipada, propaganda na internet contendo fake news, envelopamento de veículos (inclusive helicópteros), dentre outras.