As primeiras quartas de final da Copa do Mundo foram decididas com doses extremas de emoção e o sonho do hexa acabou. Com direito a dois gols durante a prorrogação, Croácia e Brasil empataram em 0 a 0 no tempo normal e repetiram a igualdade por 1 a 1 após mais 30 minutos de jogo – Neymar fez para a Canarinho e Petkovic fez para os croatas. Nos pênaltis, melhor para os croatas, que venceram por 4 a 2 no Estádio Cidade da Educação.

Agora, q Croácia espera o vencedor de Argentina x Holanda, que se enfrentam às 16h desta sexta-feira, para saber o adversário da semifinal. A partida será às 16h (de Brasília) da próxima terça-feira no Estádio Lusail.

Jogo tenso

O equilíbrio marcou os primeiros minutos de Croácia x Brasil. A Canarinho até teve duas chances promissoras nos pés de Vini Jr ainda no começo da partida, mas o camisa 20 não conseguiu chutar diante da forte marcação. Os croatas tinham mais domínio no meio-campo até pela superioridade no setor – entraram com três volantes, contra dois na Canarinho. O duelo se desenrolou com poucas chances.

A Croácia foi gostando do jogo no decorrer do primeiro tempo. Aos poucos, a equipe de Zlatko Dalic chegou com mais facilidade ao ataque. A Seleção Brasileira, por outro lado, ameaçava com cada vez mais raridade o rival. Com poucos jogadores no meio-campo, a Canarinho só tentava explorar a defesa por meio de bolas longas, sempre cortadas. Vini Jr e Raphinha pouco criaram.

O ataque do Brasil continuou no decorrer do segundo tempo. Aí, um protagonista da partida foi apresentado: Dominik Livakovic. O goleiro da Croácia fez dois milagres para evitar o gol da Canarinho, que, aos poucos, conseguiu abrir espaços na defesa adversária. O primeiro veio em um lance de bate-rebate na área, a bola sobrou para Paquetá que, completamente livre, parou na cabeça do camisa 1. O segundo foi em Neymar, com o arqueiro parando em um movimento de futsal.

As equipes seguiram tentando, mas pouco criaram de perigo na reta final do segundo tempo. O tempo normal terminou sem gols e a partida foi encaminhada para a prorrogação.

Prorrogação

A prorrogação foi tensa, acompanhando os momentos do jogo. Mas de tanto insistir o gol finalmente veio. Após tabelinha com Lucas Paquetá, Neymar entrou livre dentro da área e, diferentemente das outras oportunidades, não chutou de primeira. O craque driblou Livakovic e, com um toque sutil, abriu o placar e saiu para o abraço.

A Croácia começou em vantagem, com Vlasic fazendo e Livakovic defendendo a cobrança de Rodrygo na primeira rodada.