Frederico Jayme vai se filiar ao PSDB, podendo disputar com João Gomes a Prefeitura de Anápolis no próximo pleito
Frederico Jayme vai se filiar ao PSDB, podendo disputar com João Gomes a Prefeitura de Anápolis no próximo pleito | Foto: Alexandre Parrode

Não se tratava de uma miragem. O prefeito João Gomes e o ex-deputado Frederico Jayme se abraçaram, deram gargalhadas como velhos amigos num evento do governo estadual em Goiânia juntos. Diferentemente do que ocorre em outras cidades, em Anápolis os adversários políticos não são inimigos, apenas homens públicos em lados opostos. A fotografia que retratou o chefe do Executivo municipal e candidato do PT à reeleição, juntamente com um dos pré-candidatos do PSDB a prefeito, carrega um forte simbolismo que pode valer mais do que algumas centenas de palavras.

João Gomes e o PT são os adversários a serem batidos em Anápolis. O prefeito tem o comando administrativo e político da cidade e candidato natural à reeleição. Como trunfo tem ao seu lado o principal cabo eleitoral do município, o ex-prefeito Antônio Gomide, o gestor público municipal mais bem votado do Brasil em 2012, reeleito com mais de 88% dos votos. Já o ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) é um ex-deputado estadual tarimbado, de longa experiência na política e muito afiado nas operações de bastidores.

João Gomes tem ao seu favor, ainda, uma declarada simpatia do próprio governador Marconi Perillo (PSDB). O tucano jamais se furta em elogiar o prefeito com quem mantém relações de longa data desde quando Gomes sequer era vice-prefeito. Já Frederico Jayme também é próximo de Marconi, mais do que isso, ele é chefe de gabinete do governador e parente da primeira-dama Valéria Perillo.

Aliança possível

Ainda ronda nos bastidores da política em Anápolis que, em uma especial conjuntura, o PSDB poderia compor com o PT nas próximas eleições. Mas, se depender do deputado federal Alexandre Baldy (PSDB) e de Frederico Jayme tal hipótese estaria longe de se tornar realidade. Tanto Baldy quanto Jayme articulam para que o PSDB tenha um projeto próprio em Anápolis. O ex-deputado já anunciou sua saída do PMDB, partido que ajudou a fundar em Goiás, para se filiar ao PSDB.

João Gomes e Frederico Jayme po­dem duelar em 2016 pelo comando da prefeitura com o segundo maior orçamento de Goiás? Pode ser possível, porém não há nada decidido em relação ao “novato” no ninho tucano. Seja qual for a situação, quem está em vantagem é o prefeito petista. Apenas a candidatura da situação está consolidada e o eleitor já sabe quem é o nome e qual projeto será apresentado. Do outro lado a situação é inversa. O que paira são as incertezas, apesar do excesso de nomes que querem ser candidatos. Mas na política se costuma dizer que ninguém é candidato de si mesmo, portanto, é melhor esperar os desdobramentos na legenda tucana anapolina.