“Sou o mais retraído dos Beatles. Vivo numa casa isolada, defendida dos fãs por muros altos. Possuo piscina, dois automóveis e um jardim magnífico. A maior alegria que tive na vida foi quando vi que tinha dinheiro suficiente para para dar de presente ao meu pai um cavalo de corridas. O velho ficou bastante emocionado. Eu também senti um troço por dentro, pouco tempo antes tinha visto a inauguração de uma placa sobre nós no Cavern Club. A placa dizia: ‘Foi aqui que os Beatles passaram fome'”.

A Revista Manchete do dia 20 de maio de 1967 trazia uma reportagem sobre os Beatles. Naquela época, a banda passava por um período de mudanças: estava deixando de fazer shows ao vivo. O depoimento acima é de James Paul McCartney, que hoje completa 80 anos. Naquele mesmo ano, os Beatles lançariam o disco “Sgt Pepper’s Lonely Hearts Club Band” e uma das músicas cantadas por Paul é “When I’m 64”, na qual ele se imaginava com 64 anos. Os críticos do rock jamais acreditaram que as lendas do rock chegariam aos 64 o que dirá aos 80?

Paul McCartney e John Lennon compuseram a maioria das músicas dos Beatles. Músicas dançantes, músicas de protesto, músicas melancólicas. São músicas que embalaram gerações e continuarão embalando outras mais. Depois do fim da banda, Paul foi o primeiro a lançar um disco solo. Nos anos 1970, ele fez muito sucesso e muitos shows com a banda “Wings”. Para mim, “Band on the run” é a melhor deste período.

Até hoje eu me pego lembrando do show que ele fez aqui em Goiânia. Foi em 2013. Sim, um cavaleiro da rainha, um beatle já pisou neste solo do cerrado. E que show maravilhoso! Aproveitando que hoje é aniversário de James Paul McCartney, nada melhor do que recordar uma música dos Beatles:
You say it’s your birthday
It’s my birthday too, yeah
They say it’s your birthday
We’re gonna have a good time
I’m glad it’s your birthday
Happy birthday to you