Márcio M. Cunha
Márcio M. Cunha

União, Estado e Anvisa terão de indenizar portadores de hemofilia vítimas de transfusões

Wesley Batista: “Faltou controle” | Foto: Reprodução

Wesley Batista: “Faltou controle” | Foto: Reprodução

Em ação judicial inédita em Goiás, a Justiça Federal condenou a União, o Estado e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a pagar danos morais, materiais e pensionamento vitalício a portadores de hemofilia em razão do contágio por HIV e HCV, respectivamente os vírus da aids e da hepatite C, durante as transfusões sanguíneas de rotina nas décadas de 1980, 1990 e 2000. Parentes de portadores de hemofilia que faleceram pelas mesmas razões também serão indenizados.

O advogado Wesley Batista e Souza informa não poder oferecer maiores detalhes, já que a ação tramita em segredo de justiça, mas explicou que, em razão da absoluta falta de controle do sangue nas referenciadas décadas, os portadores de hemofilia acabaram recebendo hemoderivados contaminados em suas transfusões de rotina, sendo encargo da União, dos Estados e da Anvisa a devida e prévia fiscalização e regulamentação do setor. Por isso houve a condenação.

“Eles aguardavam esta resposta do Judiciário há décadas e encontraram regozijo no resultado da demanda não apenas pelo aspecto financeiro, mas principalmente pelo cunho social e moral”, diz o advogado. A sentença foi proferida pelo juiz federal Euler de Almeida Silva Junior.

Uma resposta para “União, Estado e Anvisa terão de indenizar portadores de hemofilia vítimas de transfusões”

  1. Avatar Mércia disse:

    Tenho um caso desse na família, e o hemofilico faleceu. Gostaria muito de ter mais informações e se possível, o contato do advogado Wesley Batista e Souza. Grata

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.