Manoel L. Bezerra Rocha
Manoel L. Bezerra Rocha

A essência da mulher

38 e 39 - imprensa.qxdPara a advogada e conselheira da OAB-Goiás Carla Sahium, no mês de março muito se fala da mulher. Homenagens, flores, canções… Mas, “quem somos?”, questiona. Ela cita Simone de Beauvoir: “Não se nasce mulher: torna-se”. Precisamos apenas nos descobrir mulheres para que a nossa essência aflore, enfatiza Carla Sahium.

Plantão de faz-de-contas — Se você não é um advogado influente e bem relacionado no meio forense, não se iluda imaginando que vai ser atendido por um juiz ou desembargador do “plantão” do Judiciário goiano. O oficial de justiça vai enganar você, durante toda a noite ou final de semana, dizendo que “o doutor está analisando o seu pedido”. Mentira.
Ele está dormindo e só vai ler o seu pedido quando amanhecer e depois do café da manhã. Plantão judiciário, em Goiás, só funciona mesmo, de verdade, na Justiça Federal.

Hipócrita — Um juiz corrupto, depois de ser afastado de suas funções pelo CNJ por usar o cargo para associar-se ao crime organizado, resolveu sair falando mal de pessoas honestas nas salas de aula na universidade onde ainda leciona e, caricatamente, é chamado de “professor”. Apesar de ser um ícone da indecência e da imoralidade, o togado bandido se acha no direito de dardejar contra os homens de bem.

Deixe um comentário