Em caso de realizada por videoconferência, não haveria a proximidade das partes e seus procuradores com os magistrados

As audiências de instrução e julgamento são mecanismos importantíssimos nas variadas esferas do direito, principalmente na civil, penal e trabalhista, pois são nelas onde se podem inquirir testemunhas a prestarem seu depoimento a frente de um juiz de direito, que tomará nota e levará em consideração os depoimentos coletados em audiência, bem como as respostas das testemunhas às perguntas feitas pelo Ministério Público ou advogados.

Ainda, vale ressaltar a importância da audiência de instrução e julgamento, pelo fato de ser o momento em que o juiz de direito terá a maior proximidade com o caso, através dos argumentos dos advogados e procuradores, bem como depoimento das partes e das testemunhas, se trata do momento mais propicio para convencer o juiz ao seu favor durante um processo.

Em caso de realizada por meio de vídeo conferência, ou seja, através de uma sala virtual, não haveria a proximidade das partes e seus procuradores com os magistrados, e muito menos da integridade de uma prova testemunhal, haja vista a possibilidade de uma possível coação ocorrendo pelos “bastidores” da câmera utilizada, podendo corromper o depoimento e comprometer o processo.

Nesses tempos de pandemia, causado pelo Novo Corona Vírus, as saídas propostas pela tecnologia tem se mostrado bastante eficientes, contudo, nesse ponto não há fuga, as audiências de instrução e julgamento devem ser feitas de forma presencial para garantir, principalmente, a integridade dos depoimentos, para que sejam livres de vícios e 100% imparciais.

Contudo, com relação às audiências de conciliação, como essas são togadas da vontade de conciliar, resolvendo o litígio de uma maneira amistosa através de um acordo entre as partes, o poder judiciário poderia regulamenta-las através de um canal virtual, presididos por um juiz de direito ou por um conciliador, na intenção de haver um acordo para finalizar o processo. A impossibilidade só se aplica às audiências de instrução e julgamento.