Euler de França Belém
Euler de França Belém

Revista “Época” deixa de circular e vira seção do jornal “O Globo”

Criada para superar a revista “Veja”, a revista da família Marinho não conseguiu cumprir sua missão, tornando-se, por 23 anos, uma vice-líder

O Grupo Globo criou a revista “Época” com o objetivo de superar a revista “Veja”, da Editora Abril. Tanto que contratou ex-editores da revista, como Paulo Nogueira e Augusto Nunes, para chefiar a redação. A publicação fez e faz jornalismo de qualidade, mas nunca chegou ao primeiro lugar, depois de quase um quarto de século circulando.

Por ter se tornado uma “Veja” piorada — em termos de circulação, claro —, a “Época” nunca foi a queridinha dos três irmãos Marinhos. Por isso, na quinta-feira, 6, a Infloglobo informou que a revista impressa deixará de circular. O conteúdo da publicação circulará tão-somente no site do jornal “O Globo” (hoje, o jornal de maior circulação do país). O conteúdo da revista sairá numa seção do jornal no papel (aos sábados, com reportagens especiais) e no digital a partir do dia 28 de maio. Noutras palavras, a revista já era.

Alan Gripp, jornalista: a equipe de profissionais da revista “Época” passa responder ao diretor de redação do jornal “O Globo” | Foto: Reprodução

“A dinâmica de uma revista semanal de notícias impressa começou a perder relevância em um tempo em que os furos de reportagem são publicados em tempo real e alertados nas telas dos celulares”, assinala comunicado do Grupo Globo. Se o argumento procede, por que a “Veja” permanece no mercado, e, aparentemente, sendo bem-sucedida? A verdade talvez possa ser buscada nos dois primeiros parágrafos deste texto — que vão além da versão “ajustada” da diretoria do Infoglobo.

O diretor de redação de “O Globo”, Alan Gripp, afirma que “a chegada da ‘Época’ é uma grande notícia para os leitores do Globo. O jornal que mais cresceu e mais se nacionalizou no Brasil nos últimos anos estará agora ainda mais completo, com a publicação de conteúdos aprofundados que deram notoriedade à revista”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.