Euler de França Belém
Euler de França Belém

Repórteres de O Popular não conseguem ouvir fontes decisivas para esclarecer fatos

É muito difícil falar com Paulo Garcia, Jeovalter Correia e Humberto Aidar? Claro que não. Eles estão no Paço Municipal e na Assembleia Legislativa

Jarbas Rodrigues JR é colunista de O Popular 0KsarhUT

Quando um jornal não consegue falar com suas fontes algo está errado, muito errado. Na coluna “Giro”, de “O Popular” (quarta-feira, 16), Jarbas Rodrigues Jr. (foto) não conseguiu falar com o prefeito de Goiânia, Paulo Garcia (PT), e com o secretário de Finanças da capital, Jeovalter Correia. Consequentemente, o jornal não pôde apresentar suas explicações sobre a redução da jornada de trabalho na prefeitura. Fica-se com a impressão de que o colunista — profissional sério — queria apresentar apenas as críticas, sem o contraditório.

O repórter Cairo Henrique Salgado não conseguiu falar com o deputado Humberto Aidar. O leitor do jornal não ficou sabendo, portanto, quais as razões da falha na redação do Código de Ética da Assembleia Legislativa que impediu penalizar de modo mais rigoroso o deputado Major Araújo (PRP) — que, além de agredir verbalmente o deputado Talles Barreto, arremessou um tablet na direção do líder do PTB.

Paulo Garcia e Jeovalter Correia podem ser encontrados no Paço Municipal, que não fica muito longe da sede de “O Popular”. Humberto Aidar pode ser achado na Assembleia Legislativa.

Não se faz jornalismo de verdade, com o apontamento do contraditório, unicamente usando o telefone como instrumento de trabalho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.