Euler de França Belém
Euler de França Belém

Polícia prende vereador suspeito de ter mandado matar radialista

Jairo de Sousa criticava desmandos em prefeituras e denunciava esquemas em licitações públicas

Jairo de Sousa: radialista assassinado

O radialista Jairo de Sousa foi assassinado em 21 de junho deste ano, em Bragança, Pará. Tinha 43 anos e fazia um jornalismo crítico — o que não agradava a um grupo de políticos — no programa “Show da Pérola”. Denunciava desmandos com o dinheiro públicos, sobretudo em licitações. O principal suspeito de ser mandante do crime, o vereador César Monteiro, estava foragido, mas, com a prisão provisória decretada, entregou-se à polícia nesta semana.

César Monteiro: vereador nega que seja mandante de assassinato de radialista

César Monteiro, investigado pela Operação Pérola, da Polícia Civil do Pará, nega ser o autor intelectual do crime e afirma que é um “bode expiatório”. No depoimento, o vereador sugeriu nomes de pessoas que podem ser mandantes do assassinato. Há indícios de uma conspiração, envolvendo políticos, para matar o radialista.

Oito pessoas foram presas sob suspeita de participação na morte do radialista. Dione Souza Almeida, de 29 anos, é apontado como o homem que matou Jairo de Sousa. César Monteiro admitiu que tinha divergências com o profissional da Rádio Pérola FM.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.