Euler de França Belém
Euler de França Belém

O Popular faz boa cobertura sobre golpe militar, mas não percebe que Mauro Borges não era páreo para JK

No material sobre os 50 anos do golpe militar de 1964, os vários erros cometidos pelo “Pop” não invalidam o trabalho dos repórteres. No geral, o material especial é de qualidade, com pelo menos uma ingenuidade. O jornal parece acreditar que o goiano Mauro Borges tinha chance de ser candidato a presidente da República na sucessão de João Goulart.

Até as pedras de Pire­nópolis, a soja de Jataí, o calor do Norte goiano e o retrato de Carlos Drummond de Andrade em Itabira sabiam que o candidato do PSD seria, não fosse a ditadura, o mineiro Juscelino Kubitschek.

Deixe um comentário