Euler de França Belém
Euler de França Belém

Mulher que ajudou a matar a atriz Daniella Perez não tem direito ao esquecimento, diz STJ

Quanto ao passado de criminosa, Paula Nogueira Peixoto não tem o direito de tentar escondê-lo, quer dizer, de modificá-lo, de anulá-lo, de apagá-lo

Paula Thomaz Peixoto e Guilherme de Pádua mataram a atriz Daniella Perez e o caso é uma mancha inominável e impagável na história de ambos | Fotos: Reproduções

Assassinos têm direito a serem esquecidos pela sociedade? Depois de cumprida a pena, jornais, revistas e emissoras de televisão devem perder o direito de mencioná-los? Não. Se a pessoa cometeu um crime, mesmo que tenha passado anos na cadeia e tenha, digamos, se regenerado, o que fez não merece olvido. O que editores, que pautam repórteres, têm de refletir é sobre o sensacionalismo a respeito das pessoas. Porque algumas vezes, mesmo sem ter informações novas, busca-se rememorar determinados casos única e exclusivamente para, com sensacionalismo, conquistar ou ampliar a audiência. Corre-se o risco de brutalizar ainda mais o que já é brutal.

Daniella Perez: a atriz foi assassinada quando tinha 22 anos | Foto: Reprodução

Para matar a atriz Daniella Perez, em dezembro 1992, há quase 28 anos, o ex-ator Guilherme de Pádua Thomaz contou com a ajuda de Paula Nogueira Thomaz, com quem era casado. Mataram a jovem de 22 anos a facadas. Agora, Paula Nogueira Peixoto — seu novo sobrenome —, uma advogada de 46 anos, acionou a Justiça contra a revista “IstoÉ”, usando como base o chamado “Direito do Esquecimento”. Ela solicitou à Justiça que, quando a publicação da Editora 3 fizer reportagens sobre o assassinato da filha da autora de telenovelas Gloria Perez, não cite mais o seu nome. Sonegar uma informação verdadeira ao leitor é praticamente um crime.

Por isso o Superior Tribunal de Justiça decidiu contra Paula Nogueira Peixoto e a favor da “IstoÉ”, ou melhor, da liberdade de não omitir a verdade. O relator do caso no STJ, ministro Ricardo Villas Bôas, numa decisão criteriosa e acertada, disse que, se a Justiça acatasse o pedido, seria o “apagamento de trecho significativo não só da história de crimes famosos que compõem a memória coletiva, mas também de ocultação de fato marcante para a evolução legislativa mencionada”.

Guilherme de Pádua e Paula Nogueira: não há como apagar e esquecer a história

O professor de Direito Daniel Sarmento disse à coluna de Ancelmo Gois, de “O Globo”, que “o direito ao esquecimento não é da imprensa, ‘e sim da sociedade, que tem direito a conhecer sua história, sob pena de repetir os mesmos erros”.

Quanto ao passado de criminosa, Paula Nogueira Peixoto não tem o direito de tentar escondê-lo, quer dizer, de modificá-lo, de anulá-lo. O que precisa é zelar por sua história pós-crime e pós ter cumprido a pena. Se voltou a ser uma cidadã de bem, se não delinquiu mais, é o que importa, e, se alguém inventar alguma coisa a seu respeito, aí tem todo o direito de processá-lo. Quanto ao assassinato de Daniella Perez — a atriz faria 50 anos no dia 11 de agosto deste ano —, trata-se de uma mancha que não vai desaparecer. Não há como apagá-la. É história.

Leia mais
Livro vai contar a história do assassinato de Daniella Perez

Bernardo Pasqualette vai publicar livro sobre o assassinato da atriz Daniella Perez

18 respostas para “Mulher que ajudou a matar a atriz Daniella Perez não tem direito ao esquecimento, diz STJ”

  1. Avatar Juliana disse:

    Isso nunca vai se esquecido mataram é querem viver em sociedade, nunca pode mudar nome sobre nome oque quiser mas nunca será esquecido é vcs vão pagar Deus cobra caro pode esperar que a conta chega.

  2. Avatar Miria Valesca Accioly disse:

    Como esquecer um crime covarde e cruel ao extremo?
    Mataram Com uma selvageria absurda! Criaram inúmeras versões fantasiosas na tentativa de tornar o crime passional e ganhar atenuantes para sair impune, tentaram denegrir a imagem da vítima, tornando- a culpada pela própria morte. Até hoje me deparo com pessoas que acreditam nas versões mentirosa deles é isso não se apaga, não tem como não lembrar quem são esses dois e o que fizeram. Sempre que se falar na doce Daniella Perez o Brasil irá lembrar desses nomes, desses covardes. Como disse Glória Perez no final do veredito que os condenou “ o selo está posto na cara desses dois” E isso é pra sempre! Enquanto viverem. Não tem indulto que apague.

  3. Avatar Glauber de Holanda Régis disse:

    Esses dois monstros, sempre levaram o estigma de ASSASSINOS NA TESTA , e serao sim citados como monstros e assassinos.
    Guilherme de Padua e Paula de Almeida Thomas, pode mudar o nome o sobrenome, mas sera sempre uma ASSASSINA.Essa psicopata ainda se tornou advogada????

  4. Avatar eduardo disse:

    SE FOSSE EM UM PAÍS SERIO ESTARIAM PRESOS ATE HOJE.

  5. Avatar Gisele disse:

    Num País que zela por seus cidadãos pegariam no mínimo PERPÉTUA.

  6. Avatar Cassia Maria souza disse:

    Deveriam morrer na cadeia 2 assassinos, monstros e sem vergonhas.

  7. Avatar Edivando Pereira Alves disse:

    É o fim da picada! Uma pessoa errada estudar direito! Só sendo Brasil mesmo!

  8. Avatar josenita bastos disse:

    Nosso país é um país de impunidades. Eles foram frios, calculistas; ceifaram a vida de uma moça linda, cheia de sonhos, famosa. Deveriam morrer na cadeia. Mas Deus vai fazer a justiça Dele.

  9. Avatar Aldo Gomes disse:

    Eles escaparam da justiça dos homens, mas jamais escaparão da justiça de Deus, pqa lei do retorno é infalível

  10. Avatar Cynthia Patty Kanjiscuk Salzano disse:

    Daniela Perez é um anjo que sempre será lembrado por todos que já a viram alguma vez na vida. Esses dois demônios que a mataram não merecem nem o ar que respiram.

  11. Avatar Maria do Carmo Teodoro disse:

    Essa Paula carrega na testa a marca de assassina por onde for

  12. Avatar Karina lopes disse:

    Eu acho que a foto desses dois deveria ser exposta diariamente para ninguém me esquecer olha o que eles fizeram uma pessoa inocente e estão vivendo aí livres a minha cabeça os meus pensamentos mudaram muito depois desse assassinato não tem um dia sequer que eu não me lembro dela então eles teriam que ter sido mortos na época por alguém que não conta com a vida porque o que que a família ganhou em perdoar a lei Divina vem mais para frente por enquanto eles moram aqui na terra e aqui que eles têm que ser julgado e pagar e no meu modo de ver pagar com a mesma moeda porque se ela não teve direito de viver eles também não tem

  13. Avatar André disse:

    Esse crime foi cruel, mas eles foram presos e pagaram pelo que fizeram, pior foi a chacina de vigário geral, mais de 20 pessoas trabalhadoras perderam suas vidas e apenas um ex policial condenado !

  14. Avatar sandra brito disse:

    O lançamento desse livro é ótimo para “refrescar a memória” dos mosntros que fizeram essa barbarie com a atriz. Eles pensam que esse crime está esqueicdo. Nunca esteve e nunca será esquecido.

  15. Avatar QUITAMUCA disse:

    Tiraram a vida de alguém tão promissor, e cumpriram apenas 1 terço da pena!
    O tribunal do homem n é justo…

    VENHA A NÓS O VOSSO REINO 🙏🏿
    Santíssimo és tu meu DEUS

  16. Avatar Jorge disse:

    Dois demonios, no minimo merecem prisão perpétua sendo torturados 24 horas por dia ou cadeira elétrica

  17. Avatar Viviane disse:

    Infelizmente o ser humano ainda está longe de ser como Jesus, perdoar. . E somente quem viveu na dor da perda pode saber o sentimentos que vai expressar.
    Mas como será um ex assassino covarde e a sangue frio pregar o nome de Deus,se nem ele foi capaz de dizer ou melhor seguir o exemplo deixado por Jesus.
    Paula será que iria defender como advogada um criminoso que ceifou a vida de um de seus familiares? Fica a dúvida? E se fosse com você o que faria?
    Podermos contar nos dedos quem realmente tem o coração nobre perdoar e esquecer a vida ceifada na juventude por pessoas que matam e depois simplesmente matam e se diz arrepender?
    No mundo atual os ensinamentos de estão realmente sendo feitos?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.