Euler de França Belém
Euler de França Belém

Livro resgata a história de Câmara Filho, o “goiano” que foi elogiado por Einstein

O pai da Teoria da Relatividade elogiou o jornalista e político pelo apoio aos judeus em Goiás. Oswaldo Aranha também o aplaudiu

“Câmara Filho — O Revoltoso Que Promoveu Goiás” (Cânone Editorial, 381 páginas), de José Asmar (autor da biografia pioneira) e Cileide Alves (acrescenta novas informações no texto “O Inventor da Imagem de Goiânia”), é uma bela história de Goiás, ou melhor, de um indivíduo que contribuiu para a construção de Goiânia e do Estado no século 20, sobretudo depois da década de 1930.

Nascido no Rio Grande do Norte, Joaquim Câmara Filho mudou-se para Goiás em meados da década de 1930. Formado em agronomia, dotado de uma inteligência lógica e precisa, descobriu-se como uma espécie de publicitário-marqueteiro e, ao mesmo tempo, jornalista. O livro mostra que, com a Revolução de 30, a que levou Pedro Ludovico ao poder, retirando o mandato do grupo político liderado por Ronaldo Caiado, Câmara Filho se tornou inclusive prefeito de Pires do Rio.

Pedro Ludovico Teixeira, na sua fazenda em Rio Verde, com Joaquim Câmara Filho | Foto: Reprodução

Mas sua grande contribuição, no início de Goiânia, a partir de 1935, foi divulgar a nova capital de maneira competente no país, tanto para atrair pessoas quanto para divulgar a cidade que surgia. Chegou a divulgar notícias sobre a capital em jornais dos Estados Unidos. Oswaldo Aranha, embaixador brasileiro nos Estados Unidos, e o físico Albert Einstein, o pai da Teoria da Relatividade, chegaram a cumprimentá-lo. Aranha ressaltou a bela campanha feita nos jornais americanos. Einstein agradeceu-o por “sua ajuda para abrigar refugiados judeus em Goiás”.

Joaquim Câmara com Pedro Ludovico Teixeira, governador de Goiás, em 1952

Câmara Filho criou “O Popular”, em 1938, e morreu ainda jovem, aos 55 anos, em 15 de dezembro de 1955. A família Câmara, com o irmão Jaime Câmara, deram continuidade aos negócios da comunicação, fortalecendo o jornal e, mais tarde, criando a TV Anhanguera. O Grupo Jaime Câmara — antes, Organização Jaime Câmara — contribuiu (e ainda contribui) para o fortalecimento da comunicação em Goiás. O livro de Cileide Alves e José Asmar é um excelente resgate da história de Câmara Filho, de Goiânia e de Goiás.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.