Augusto Diniz
Augusto Diniz

Já tem informação falsa nas redes sobre a data da aplicação da 1ª vacina contra Covid-19

Mentira compartilhada primeiro em inglês e espalhou foi traduzida para o português e afirma que primeira pessoa a receber a dose da vacina da Pfizer/BioNTech no Reino Unido já teria sido vacinada no dia 22 de outubro

Matéria de 22 de outubro sobre a pandemia da Covid-19 no site da CNN mostra vídeos sugeridos abaixo do título. Um deles é o da primeira pessoa vacinada contra a doença no Reino Unido, que só foi veiculo no dia 8 de dezembro, mas aparece junto com o texto de quase dois meses atrás | Foto: Reprodução/CNN

A vacinação contra a Covid-19 começou na terça-feira, 8, no Reino Unido e gerou uma corrida por informações em todo o mundo sobre a aprovação e expectativa de quando vacinas serão aprovadas em outros países. Junto com a esperança vem também uma avalanche de informações falsas no WhatsApp. Uma delas afirma que a primeira pessoa a receber uma dose da vacina da Pfizer/BioNTech contra o vírus Sars-CoV-2 já teria sido vacinada em 22 de outubro.

A informação falsa, que começou a ser disseminada nas redes sociais em inglês e espanhol para depois ser traduzida para o português, indica que britânica Margaret Keenan, de 90 anos, estava com a mesma roupa e teria sido imunizada pela mesma enfermeira há 52 dias na mesma unidade de saúde, o hospital de Coventry, na Região Central da Inglaterra. Leitores da agência de checagem Aos Fatos pediram para a equipe do site verificar a informação que circula no WhatsApp.

De acordo com o resultado da checagem de Luiz Fernando Menezes, do Aos Fatos, a imagem é verdadeira, mas foi usada para criar uma informação falsa ao ser printada da caixa de vídeos sugeridos em uma reportagem da CNN sobre a pandemia da Covid-19 na semana em que a vacinação foi iniciada no Reino Unido. A mentira diz em seu texto: “A primeira mulher a receber a vacina corona ontem (8 de dezembro de 2020) também foi filmada recebendo uma injeção em 22 de outubro de 2020. A mesma roupa, mesma enfermeira, mesma sala, mesma cadeira e mesmo ângulo de câmera”.

A matéria do Aos Fatos explica que a confusão começou porque na matéria “Faulty US Covid-19 response meant 130,000 to 210,000 avoidable deaths, report finds (Resposta falha da Covid-19 nos Estados Unidos resultou entre 130.000 a 210.000 mortes evitáveis, revela relatório)”, a pessoa vê junto com o texto uma galeria de vídeos de reportagens da CNN. E um dos vídeos sugeridos é justamente o que mostra o momento em que Margaret Keenan se torna a primeira pessoa do mundo a receber uma dose da vacina já aprovada no Reino Unido.

Além da agência Aos Fatos, a AFP, por meio do Checamos, a Politifact, a AAP e a Maldita já verificaram a mesma mentira que circula no WhatsApp.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.