Goiano Renan Problema nocauteia adversário na PFL em 25 segundos

Assumindo a liderança em certame da PFL, Renan Problema, a Fera de Porangatu, tende a ser, brevemente, campeão também do UFC

Juscelino Goulart de Oliveira

Especial para o Jornal Opção

Tu, leitor, sabe o que acontece quando Renan entra no decágono da PFL? O bravo guerreiro se torna um Problema para os adversários.

Na quinta-feira, 28, Renan Problema — peso-pesado que brevemente estará brilhando no UFC — deu um verdadeiro show num evento da PFL (que, às vezes, tem lutas melhores e mais aguerridas do que as do UFC).

Renan Problema nocauteou o americano Jamelle Jones. Com o detalhe de que, tendo desferido uma “artilharia” fenomenal, não recebeu nenhum golpe. É provável que, ao assistir a luta, Dana White tenha pensado: “Finalmente, encontrei um adversário para Francis Ngannou”.

Renan Problema: imbatível na PFL | Foto: Reprodução

O nocaute foi o mais rápido da história da PFL: 25 segundos. O recorde anterior era de 31 segundos. Renan Problema continua invicto na PFL.

Com a vitória, Renan Problema está com seis pontos, na liderança do torneio da PFL — com Bruno Cappelozza e Denis Goltson.

Conhecido como a “Fera de Porangatu” (cidade de Goiás), Renan Problema, se bem empresariado e orientado por treinadores eficientes, se tornará campeão do UFC. Em breve. Quem viver, se quiser, verá. Por sinal, um aficionado por MMA, Jânio de Oliveira Vargas, me disse: “Só não perde para Renan Problema aquele que não luta com ele”.

Consta que, dada a altura (pouco mais de 2 metros) a musculatura de Renan Problema, quando ele entra no decágono, os rivais tremem. Até Fabrício Werdum foi derrotado pelo jovem lutador. O bravo “Vai Cavalo” teria tremido? Não se sabe. Mas perdeu e arranjou desculpa para “anular” o resultado da luta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.