Euler de França Belém
Euler de França Belém

Filho de jornalista, estudante de história da UNB está desaparecido na Argentina

Rovênia Amorim, que faz doutorado em Portugal, pede a ajuda do Itamaraty para tentar encontrar o seu filho

Matheus Amorim Lopes: estudante de História na Universidade de Brasília (UnB)

O estudante Matheus Amorim Lopes, de 20 anos, do curso de História da Universidade de Brasília (UnB), está desaparecido há 11 dias, na Argentina. Ele é filho da jornalista Rovênia Amorim.

Matheus Amorim enviou uma mensagem para a mãe, via Facebook, em 10 de fevereiro. Estava em San Luis, município argentino. Informou que iria meditar, numa montanha; portanto, ficaria incomunicável durante alguns dias. Como sua passagem de volta tinha data de quinta-feira, 16, e o jovem não voltou, a família ficou preocupada e decidiu acionar o Itamaraty. O empresário Luiz Roberto Fernandes, padrasto do estudante, relatou a história, no Facebook, na terça-feira, 21. A família mora em Portugal, onde Rovênia Amorim faz doutorado.

Matheus Amorim Lopes: viagem como mochileiro pela América do Sul

Texto de Luiz Roberto Fernandes

“Queridos amigos, agradeço a preocupação de todos e como vejo que as informações sobre o Matheus Amorim ainda estão picotadas, e todos querendo saber um pouco mais para ajudar, orar, enfim, passar uma boa energia, vou tentar colocá-los a par de tudo.

Comprei uma passagem para Floripa de ida e volta para que o Matheus pudesse ficar 15 dias com meu irmão e a família dele, que moram lá, e viajei para Portugal com a Rovênia Amorim e as nossas filhas (gêmeas) para que ela pudesse cursar o doutorado e tivéssemos todos uma experiência diferente nos próximos anos. Ele não veio, pois está a cursar história na UnB.

Chegando lá em Floripa, o Matheus resolveu ir ao Uruguai. Disse que tinha tomado a decisão de estender a viagem de supetão, pediu desculpas por isso, mas foi. Chegou em Punta del Leste e ficou alguns dias com um casal de amigos que contou, depois que o caso se tornou público, por áudio, que ele estava sem o carregador de celular e numa ‘vibe’ de se isolar um pouco, meditar, se aventurar.

Ficamos trocando mensagens com ele e pedindo que nos informasse de tudo, onde ia ficar, com quem, quanto tempo, enfim, que nos indicasse cada passo dado. Nas mensagens, dizia que nos amava e pedia para que não nos preocupássemos.

De Punta foi sozinho para Colônia, onde ficou em um hostel alguns dias. Nos informou de tudo, inclusive o nome do hostel, do casal de amigos em Punta e estávamos cientes de tudo até então, apesar de angustiados com essa mudança brusca nos plano e a distância que nos limitava a ação. A partir daí, ele nos informou que ia à Argentina.

Achamos, pela conversa que tivemos, que fosse apenas pegar o ferry boat em uma viagem simples e rápida até Buenos Aires, mas entrou em contato conosco pela última vez, pelo Facebook, já em San Luis, por meio do aparelho de um companheiro que conheceu na viagem, o qual não sabemos nada sobre ele.

Disse que ia subir uma montanha, estava apressado, a Rovênia tentou extrair mais dele, mas não conseguiu. Disse que ia ficar incomunicável por alguns dias e isso aconteceu no dia 10/2/2017. O tempo passou, mas, pelo encadeamento dos fatos, tudo indica que esteja bem, desmiolado talvez, mas bem.

Porém, com o passar do tempo e a falta de informações não é possível descartar nada. O tempo é inimigo nesses casos. Agora que resolvemos tornar o caso público, agradecemos qualquer ajuda, oração ou mesmo pensamento positivo. Se nada acontecer nos próximos dias, faço a mala e vou. Obrigado e abraços a todos.”

Texto de Rovênia Amorim enviado ao Itamaraty

“Ao exmo. sr. vice-cônsul William Fernandes Matos,

O estudante universitário Matheus Amorim Lopes, 20 anos, está sem dar notícias para a família desde o dia 10 de fevereiro. O último contato foi feito, via Messenger do Facebook, às 15h48. Ele disse estar em San Luis, Argentina, a caminho de uma montanha. Ele acessou a internet utilizando o aparelho de um “colega”.

Não temos informação de quem seja, uma vez que viajou sozinho. Matheus frequenta o curso de história, na Universidade de Brasília (UnB). Ele saiu de Brasília no dia 1º de fevereiro, embarcou de avião rumo a Florianópolis. Ficou lá dois dias e dia 3 de fevereiro seguiu viagem, sozinho, de ônibus, para a América do Sul. Passou por Punta Del Este e Colônia do Sacramento, no Uruguai.

Não sei que trajeto fez para chegar a San Luis, na Argentina. Não temos certeza se passou por Mendoza. Não sabemos se passou por Buenos Aires. Viajou com mochila e cerca de R$ 2.000,00. Estava com identidade e sem passaporte. A ideia dele era seguir para o Chile. Não sabemos se há registro dele de entrada nesse país.

A família toda está muito preocupada e pedimos ajuda para quaisquer informações.

Cordialmente,

Rovênia Amorim Borges

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.