Euler de França Belém
Euler de França Belém

Ex-amante de FHC sugere que exame de DNA do filho Tomás pode ter sido forjado

Miriam Dutra rompe o silêncio, afirma que Fernando Henrique Cardoso nunca reconheceu o garoto e critica a TV Globo. Ele foram amantes durante seis anos

Miriam Dutra capa de revista Miriam

A história era quase um segredo de Estado. Havia (e há?) um pacto informal na imprensa patropi para não divulgá-la. Até que, numa entrevista explosiva ao Jornal Opção, o jornalista Sebastião Nery contou-a sem tergiversações. Aí, por meio do jornalista Palmério Dória, a notícia foi escancarada na revista “Caros Amigos”. O fato, porém, continua a ser tabu na maioria das publicações. Há quem diga que em alguns jornais e revistas o assunto é vetado. Sim, estou falando do caso entre o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e a jornalista Miriam Dutra Schmidt, repórter da TV Globo por 35 anos. Durante anos, ela não falou um “a” a respeito de um dos assuntos mais comentados nos bastidores da política e da imprensa de Brasília. Agora, concedeu entrevista à “Brazil com Z”, revista publicada nas Europa para brasileiros e demais leitores de Língua Portuguesa. “Eu acho que está na hora das pessoas começaram a saber a verdade.”

fernando-henrique e ruth Cardoso relembra-rotina-02

Fernando Henrique Cardoso e Miriam Dutra foram amantes, segundo ela, durante seis anos, na década de 1980, quando o tucano não era presidente da República (ele foi eleito pela primeira vez em 1994).

Na entrevista, Miriam Dutra fala de seu filho Tomás (foto abaixo), de 25 anos. Durante anos, comentou-se, meio na surdina, que Tomás era filho de Fernando Henrique Cardoso. No entanto, quando ele completou 18 anos, um exame de DNA mostrou que não é filho de FHC. Mas a relação entre os dois permanece cordial. Miriam Dutra disse à “Brazil com z” que o exame é suspeito. “Eu acho que é mentira, porque eu só vi um documento, mas todo mundo pode enganar-se com um DNA”, afirma a jornalista. Ela garante que só ficou sabendo do exame mais tarde, porque chegaram a proibir seu filho de relatar o fato a ela. O ideal é que se faça a contraprova, mas a jornalista afirma que deixou pra lá. “Ele já provou para a sociedade que não é dele. Eu acho que da minha parte não vou remover sepulturas para tentar rever isso.”

Tomás Dutra filho de miriam dutra 08088a4

Espalhou-se na imprensa, mais nos bastidores, que, apesar de manter Miriam Dutra afastada, com ajuda de amigos e de pessoas do meio jornalístico, Fernando Henrique Cardoso havia registrado Tomás. A jornalista contesta e garante que o garoto nunca foi reconhecido por FHC, mas admite que o sociólogo tucano pagou seus estudos.

Segundo Miriam Dutra não é ficção o fato de que se tornou uma espécie de exilada — a “última” — devido ao fato de ter um filho que era apontado como de uma figura de proa da política brasileira.  “Esse exílio foi muito pesado e todo mundo achando que era um exílio dourado, que eu estava super bem. Eu passei muita dificuldade, muita solidão, focada nos meus filhos, e tentando muito sempre trabalhar e pedindo pra Globo, pelo amor de Deus, pra fazer alguma coisa, e eu era sempre cortada, sempre cortada. Meu trabalho sempre foi tão importante pra mim, isso me dói. Ter lutado tanto e de repente, por um homem completamente manipulador e por ter trabalhado em um grupo de comunicação tão… eu queria usar um verbo, mas não me permito usar esse verbo… eu fui prejudicada”, disse à “Brazil com Z”.

Por que Miriam Dutra foi “obrigada” a trabalhar no exterior? Ela afirma que saiu do Brasil única e exclusivamente para não atrapalhar a reeleição de Fernando Henrique Cardoso. Ela trabalhou como correspondente da TV na Europa durante duas décadas. O contrato de trabalho era draconiano. “Eu tinha um contrato, não podia fazer nada. Eu era proibida de usar a minha imagem, a minha voz em qualquer outro lugar. Tentaram apagar a minha imagem porque não interessava pra eles”, afirma a repórter.

Fernando Henrique Cardoso e Miriam Dutra 129_2523-fhcdutra

Fernando Henrique Cardoso escreveu várias cartas para Miriam Dutra. Numa das missivas, o ex-presidente afirma que, desde que a conheceu num restaurante de Brasília, jamais a tirou da cabeça.

Ruth Cardoso sabia do caso — tido como tórrido pelos políticos brasilienses — entre FHC e Miriam Dutra? A jornalista garante que a doutora em Antropologia sabia do relacionamento. A ex-repórter da Globo assegura que FHC mencionava Ruth Cardoso mais como uma espécie de “irmã” do que como sua mulher. Como Ruth Cardoso ficava mais em São Paulo, o ex-presidente “dormia sempre” na casa de Miriam Dutra, em Brasília, na versão da jornalista.

O casamento de Fernando Henrique Cardoso e Ruth Cardoso era, segundo Miriam Dutra, de “conveniência”. Nas cartas, sustenta a jornalista, o celebrado sociólogo da USP usava a expressão “casamento de conveniência”.

O ex-presidente Fernando Cardoso, procurado pelo “Estadão”, não quis se pronunciar. Ele nunca comentou o caso publicamente.

3 respostas para “Ex-amante de FHC sugere que exame de DNA do filho Tomás pode ter sido forjado”

  1. Avatar Epaminondas disse:

    FHC teve um caso extraconjugal; Lula teve um caso extraconjugal.

    Para ambos, eles que se acertem com suas consciências de suas vidas privadas. Mas o que sabemos é que a manteúda de FHC nunca explorou seu relacionamento com um presidente para obter benefícios por aí. Já não se pode dizer o mesmo da do Lula.

    Não tive oportunidade ainda de ver pelegos do PT explorando a questão, mas veremos se estes isentões explorarão Rose Noronha com a mesma intensidade, se acham que o problema é ter relacionamento extraconjugal. Se apontarem pelo menos Renan Calheiros, que tinha as despesas da amante pagas por lobbista, mas que o PT salvou a troco de prolongar a CPMF, já me darei por satisfeito.

    • Avatar Romeo Pinto disse:

      Acobertar este fato foi uma das grandes safadezas da mídia brasileira.
      E mostra o poder que certos partidos políticos tem.
      Não é a toa que Ayatolah Alkmin quer decretar sigilo total de um monte de coisas em SP.

      Quando a mídia se une para abafar um fato, é porque a coisa não cheira bem.

  2. Avatar Gabriel Von Der Heyde disse:

    Nossos políticos escondem as corrupções, propinas, falcatruas, contas no exterior, propriedades no exterior e porque não o fariam com as amantes?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.