Elder Dias
Elder Dias
Editor-executivo

Cantor goiano integra nova versão do jingle oficial de Lula; conheça todos os artistas

Com quase 50 anos de carreira, Odair José foi convidado para cantar “Sem Medo de Ser Feliz”, como presente de casamento para o ex-presidente

Odair José (direita) canta no clipe feito para o lançamento da pré-campanha de Lula | Foto: Reprodução

Uma das presenças na nova versão de Sem Medo de Ser Feliz , o memorável jingle da primeira campanha de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em 1989, é o goiano Odair José, um dos grandes nomes na música popular brasileira dos anos 70.

Entre seus grandes sucessos estão Pare de Tomar a Pílula e Vou Tirar Você Desse Lugar. São músicas de letras diretas e consideradas até simplórias, mas que caíram no gosto das pessoas e levaram aquele rapaz nascido em Morrinhos, a 124 quilômetros, a se tornar conhecido nacionalmente.

O que pouca gente sabe é do lado militante do cantor. Discreto, ele nunca foi de puxar movimentos, mas sempre se posicionou em relação à sociedade, já em suas próprias composições. Em 2018, foi convidado e participou do festival Lula Livre, com artistas que se manifestaram em favor da liberdade do ex-presidente, preso em Curitiba.

A letra original da música foi composta por Hilton Acioli e a versão, adaptada para a nova conjuntura com algumas mudanças, foi elaborada por Leonardo Leone. O jingle foi produzido como presente de casamento para Lula pela noiva, Janja da Silva, em conjunto com o fotógrafo Ricardo Stuckert. Veja o vídeo:

Conheça um pouco de cada um dos artistas e outras personalidades que participaram da nova versão de Sem Medo de Ser Feliz.

Antonio Grassi – 67 anos, ator com várias novelas pela Rede Globo, foi presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte) no primeiro governo Lula, secretário de Cultura do Estado do Rio e atualmente é diretor-presidente do Instituto Inhotim.

Bela Gil – 34 anos, é filha de Gilberto Gil, casada com JP Demasi e mãe de Flor e Nino Gil. Ela e o marido se filiaram há dois anos ao PSOL.

Chico César – 58 anos, cantor e compositor da geração da MPB dos anos 90. Um de seus maiores sucesso é Mama África.

Dadi Carvalho – 69 anos, é músico que, como baixista, integrou bandas como Novos Baianos, A Cor do Som e Barão Vermelho. Trabalhou também com Tribalistas, Marisa Monte, Rita Lee, Caetano Veloso, Jorge Benjor e Moraes Moreira, entre outros.

Daniel Ganjaman – 44 anos, é produtor musical, engenheiro de áudio e músico brasileiro. Trabalhou com artistas como Sabotage, Criolo e a banda BaianaSystem, entre muitos outros, com um Grammy Latino, além de quatro indicações.

Duda Beat – 34 anos, é uma cantora e compositora referência da chamada “sofrência pop”. Teve seu álbum de estreia incluído na lista dos dez melhores discos nacionais do ano da revista Rolling Stone. Em 2018, ano em que foi Revelação do Ano no Troféu APCA.

Flor Gil – 13 anos, cantora e modelo, é filha da chef e apresentadora Bela Gil e neta de Gilberto Gil, cantor ícone da MPB e que foi ministro da Cultura do governo Lula. É ela quem abre o clip do jingle.

Francis e Olivia Hime – com 82 e 78 anos, respectivamente, é um casal ícone da MPB. São casados desde 1969. Ela é cantora e produtora e Francis é maestro e compositor, com parcerias com Vinícius de Moraes, Carlos Lyra e Edu Lobo, entre muitos outros.

Gilsons – formado por José Gil, Francisco Gil e João Gil, respectivamente filho e netos de Gilberto Gil, é um trio musical brasileiro de MPB formado em 2018. O som do grupo busca resgatar as influências da música baiana.

Janja da Silva – 55 anos, é socióloga e noiva do ex-presidente Lula. Tornou-se uma das referências da pré-campanha por seu carisma e facilidade de comunicação.

JP Demasi – João Paulo Demasi é gerente de estúdio de design e casado com Bela Gil há dez anos.

Ju de Paulla – influenciadora digital que ficou conhecida no YouTube através do canal colaborativo Diamonds TV, onde ela posta vídeos de conselhos e entretenimento.

Lenine – 63 anos, cantor, compositor e multi-instrumentista, venceu seis edições do Grammy Latino, Oswaldo Lenine Macedo Pimentel é um dos grandes nomes revelados pela música brasileira no fim do século passado. Curiosidade: recebeu o nome por homenagem de seu pai, comunista, ao líder soviético.

Luciana Worms – formada em Direito pela Universidade de São Paulo (USP), professora de Geopolítica e Política Internacional, é destaque do grupo de juristas Prerrogativas, que apoia Lula. Autora de Brasil Século XX, ao pé da letra da canção popular, vencedor do Prêmio Jabuti 2003.

Maria Rita – 44 anos, cantora e produtora musical. Filha de Elis Regina, uma das maiores intérpretes da música popular brasileira, e do pianista César Camargo Mariano.

Mateo – vocalista e guitarrista do Francisco, el Hombre, banda brasileira formada em 2013 por ele e o irmão Sebastián Piracés-Ugarte e que foi indicada ao Grammy Latino 2017. Ambos são mexicanos naturalizados brasileiros.

Martinho da Vila – 84 anos, cantor e compositor, o sambista é o decano entre os que participaram do jingle. Chegou a sargento no Exército Brasileiro, mas deu baixa para se tornar músico profissional. Vencedor de três Grammys e intérprete de vários clássicos da MPB.

Mart’nália – 56 anos, atriz, cantora, compositora, percussionista e instrumentista, ela é filha de Martinho da Vila – e da cantora Anália Mendonça, daí seu nome artístico, que também é o de registro.

Odair José – 73 anos, cantor referência da música popular romântica dos anos 70 no Brasil. Tem como um de seus grandes sucessos o hit Pare de Tomar a Pílula, música que chegou a ser censurada pela ditadura militar.

Otto e Lavínia – aos 53 anos, o cantor Otto é conhecido pelo engajamento em causas sociais. Foi percussionista da primeira formação da banda Nação Zumbi e também do Mundo Livre S/A. Ele atualmente namora a cantora Lavínia Alves, de 24 anos.

Pabllo Vittar – 28 anos, é uma cantora e ativista dos direitos LGBTQIA+. Atualmente é das artistas mais requisitadas do Brasil. Recentemente desfilou no palco em que apresentava no festival Lollapalooza com uma toalha com a efígie de Lula. Entre seus hits estão Vai Passar Mal, K.O. e Todo Dia.

Paulo Miklos – 63 anos, é músico, ator e apresentador de TV. Ex-vocalista da banda Titãs, se iniciou como ator em 2001. Foi um dos apresentadores da solenidade de lançamento da pré-campanha, ao lado de Bela Gil.

Rogéria Holtz – Cantora e compositora residente em Curitiba, nascida em Itararé (SP), é um dos novos nomes da música popular brasileira.

Russo Passapusso – 39 anos, cantor e compositor brasileiro, membro da banda BaianaSystem. Conhecido pela mistura de ritmos como hip hop, reggae e arrocha em suas composições.

Teresa Cristina – 54 anos, a cantora carioca é atualmente uma das grandes intérpretes brasileiras de samba e MPB. Destacou-se durante a pandemia por fazer lives muito acessadas com várias personalidades. É fanática pelo Vasco da Gama.

Zélia Duncan – 57 anos, é cantora, compositora e atriz. Tem um dos trabalhos mais consistentes da atual MPB e é uma das vozes femininas mais conhecidas do País. Entre suas canções mais ouvidas estão Enquanto Durmo, Catedral e Alma.

4 respostas para “Cantor goiano integra nova versão do jingle oficial de Lula; conheça todos os artistas”

  1. Avatar Gunther Heinz disse:

    Sem medo de ser RIDICULO!

  2. Com pessoas comprometidas teremos condições
    De mudar este cenário nefasto.
    Vamos em frente

  3. Avatar João Aquino Batista disse:

    Ridículo é um bando de idiotas fazendo arminha e com uma coreografia patética, para promover um candidato que ganhou as eleições e está destruindo a esperança e a sustentabilidade alimentar dos brasileiros.
    Os artistas que estão na nova versão de “Sem medo de ser feliz” são referências em seus estilos musicais e em suas posições políticas.

  4. Avatar Osíris Ponce Leones disse:

    O nosso País é cara do Lula…simplicidade! A população vai dar mais uma chance…porque Lula merece! O Brasil era outro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.