Euler de França Belém
Euler de França Belém

Agência de Notícias da Assembleia Legislativa ganha nome do fundador do Jornal Opção

Nanci Melo (com a foto de Herbert de Moraes) e, à direita, Patrícia Moraes Machado, sucessora do pai no comando do Jornal Opção | Foto: Fernando Leite

Nanci Melo (com a foto de Herbert de Moraes) e, à direita, Patrícia Moraes Machado, sucessora do pai no comando do Jornal Opção | Foto: Fernando Leite

Amanda Damasceno

O fundador do Jornal Opção, Herbert de Moraes, foi homenageado pela Assembleia Legislativa de Goiás na quarta-feira, 30. A sala de imprensa da Casa ganhou o nome do jornalista que criou o semanário há 40 anos.

O autor da iniciativa, Humberto Aidar (PT), ressaltou a importância do homenageado para o jornalismo. “Colocar o nome de Herbert de Moraes na sala de imprensa da Assembleia é um reconhecimento à grandeza do jornalista e a tudo que representou e continua representando — até porque sua filha, sua família e seus parceiros continuam a editar o Jornal Opção.”

O parlamentar sugeriu que os jornalistas da Agência de Notícias da Assembleia devem se inspirar no trabalho do homenageado. “Todos os jornalistas que trabalham aqui devem se orgulhar de dizer que atuam no jornalismo na sala que tem o título de Herbert de Moraes.”

O presidente da Assembleia, Helio de Sousa, falou do respeito pelo Jornal Opção. “Humberto Aidar teve a iniciativa, que foi acatada por todos os deputados, de fazer a homenagem. O jornal sempre foi luz para entender a política goiana, por sua imparcialidade e credibilidade. No ano passado, quando o homenageamos, quando comemorava 40 anos, pudemos mostrar o respeito pelo semanário.”

Sousa acrescentou que a intenção da Assembleia é, ao homenagear o jornalista, falecido em março deste ano, “perpetuar sua presença dentro do Parlamento”. O deputado frisou que o jornal foi fundado em um contexto árido para a democracia, já que o período era de ditadura, e os efeitos do AI-5 se faziam sentir. “Jornalismo é algo que se faz com espírito crítico, fiscalizando o poder —o que contribui com a democracia.”

A contribuição do jornalismo para a democracia foi destacada pelo deputado Santana Gomes (PSL). “A função do jornal é informar, trazer a notícia, com isenção e coragem, o que tem sido feito pelo Jornal Opção. Mesmo nas dificuldades da política, ele levanta bandeiras e apoia debates. Me sinto honrado de ser deputado numa Casa em que fizemos essa homenagem.”

A editora-executiva do Jornal Opção, Patrícia Moraes Machado, agradeceu a homenagem ao pai e lembrou como ele se tornou referência em sua vida. “Eu sou jornalista, meu irmão [Herbert Moraes] é correspondente em Israel e a minha irmã [Ludmila Melo] é médica, mas tem espírito de jornalista. Ele interferiu sem querer em nossas vidas com sua motivação pela informação, foi algo muito natural. Espero que essa mesma motivação inspire vocês no dia a dia”, disse aos jornalistas da Agência de Notícias.

A diretora destacou a função social do jornalismo, que não deve ficar restrita apenas ao relato dos fatos. “Meu pai não foi um cidadão-jornalista, mas um jornalista-cidadão, pois, desde jovem, buscava informar e se formar para interferir no processo. Desejo que a agência que hoje recebe o nome dele sirva de inspiração a todos os jornalistas, para que não copiem e colem, mas aprofundem a notícia, que é o nosso papel.”

Estiveram presentes na cerimônia de descerramento da placa o presidente da Assembleia, Helio de Sousa (PSDB); a viúva do homenageado, Nanci Guimarães de Melo Ribeiro; sua filha, a jornalista Patrícia Moraes Machado, e o deputado Humberto Aidar. Também compareceram ao evento o líder do governo na Casa, José Vitti (PSDB); o deputado Santana Gomes (PSL); o diretor-geral da Alego, Fabiano Gomes de Oliveira; o diretor de Comunicação, Túlio Isac Carneiro; o editor-chefe do Jornal Opção, Euler de França Belém, e o editor assistente Cezar Santos, além de jornalistas e servidores da Assembleia Legislativa.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.