A volta da aplicação dos impostos federais sobre combustíveis deve elevar o preço do litro da gasolina em R$ 0,69, segundo levantamento do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE). O grupo também estimou aumentos para etanol – R$ 0,26 por litro – e diesel – R$ 0,33 por litro.

Adolfo Sachsida, ministro de Minas e Energia do novo governo confirmou a informação em postagem feita pelo Twitter. “Preço da gasolina, diesel e etanol vai AUMENTAR a partir de janeiro por escolha do novo governo. O governo do PT optou por não prorrogar a isenção de tributos federais sobre combustíveis”, escreveu.

https://twitter.com/ASachsida/status/1608067837817491456

Na terça-feira, 27, o futuro ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), pediu que a desoneração dos impostos sobre combustíveis não fosse prorrogada. A decisão foi feita em comum acordo com o governo Lula.

Em junho de 2022, o governo Bolsonaro optou por zerar os tributos, em meio à escalada de preços motivada, dentre outros, pela invasão russa na Ucrânia.

Segundo Haddad, a opção pela não prorrogação da isenção ocorreu para que o as equipes do novo governo pudessem avaliar os impactos da medida com mais tempo.