Os Lençóis Maranhenses, um dos destinos mais conhecidos e belos do país, pode se tornar um Patrimônio Natural da Humanidade no Brasil. O local conhecido pelos mantos de areia e poças de água doce, faz parte de uma seleta lista da ONG World Heritage Watch (WHW), que separou sete destinos para concorrer ao título. O vencedor deve ser divulgado ainda este mês. 

Além do Maranhão, estão no páreo belezas de outros Estados, como a Serra da Capivara (PI), o Parque de Itatiaia (RJ), o Raso da Catarina (BA), as cavernas de Peruaçu (MG), os banhados do Taim (RS) e a serra do Divisor (AC).

A lista dá suporte às autoridades que determinam quais serão os sítios eleitos. A indicação de cada um é feita pelo país que o abriga, para depois ser sancionada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Antigo

A documentação da candidatura do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses está pronta desde 2018 no Ministério das Relações Exteriores, mas o processo ficou paralisado no governo Bolsonaro.

Embora não tenha caráter oficial, a lista da WHW tem grande influência. Criada há 10 anos, na Alemanha, a ONG tem avaliado o status de conservação dos locais que já são patrimônio da humanidade e prospecta novos candidatos.

Como a Unesco recebe pedidos de todos os países do mundo, sua equipe não consegue avaliar tudo com rapidez, e os países com presença da WHW têm ganhado agilidade.

A expectativa é que as sete locações indicadas ganhem o título ao longo dos próximos 15 anos. Outras áreas são avaliadas, como o arquipélago de Abrolhos, na Bahia, e os cânions da Serra Geral, no Rio Grande do Sul.

Brasil

No Brasil, o título já foi dado ao Pantanal (MT/MS), Amazônia Central (AM), Costa do Descobrimento (BA/ES), complexo Ilhas Atlânticas (Fernando de Noronha e Atol das Rocas), Parque Nacional do Iguaçu (PR), Vale do Ribeira (PR/SP) e complexo Chapada dos Veadeiros/Parque das Emas (GO).

* Com informações do portal G1