Zacharias Calil cobra facilidade de acesso de pessoas com deficiência a próteses do SUS

Deputado federal diz que Sistema não acompanhou evolução tecnológica e econômica

O deputado federal Dr. Zacharias Calil (DEM-GO) defende que pessoas com deficiência tenham um acesso mais fácil a próteses e órteses na rede do Sistema Único de Saúde (SUS). “Sempre defendi e trabalho com o SUS, mas ele não evoluiu na questão financeira e tecnológica”, lamenta.

Ele citou casos como o do pai que produziu uma prótese para o filho com canos de PVC porque não aguentou mais a espera pela rede pública. “Esta tabela apresentada aqui é muito bonita, mas é para uma minoria. Poucas pessoas têm acesso a isso”, disse, referindo-se à apresentação feita pelo representante do Ministério da Saúde, Ângelo Gonçalves, que mostrou as ações do MS em relação às pessoas com deficiência.

“O Ministério, com todo respeito ao ministro e aos técnicos, apresenta uma coisa aqui, mas a realidade que a gente vive é outra”, revela Zacharias Calil. Ele lembrou ainda das dificuldades e barreiras para além do acesso à prótese e medicamentos. Segundo ele, os municípios não estão preparados, em termos de acessibilidade, para as pessoas com deficiência: não há calçadas, rampas, corrimões, entre outros.

Segundo Zacharias Calil, outro problema é o custo elevado dos produtos, que leva à judicialização, quando os pacientes vão à justiça para conseguir acesso aos insumos. “Temos que chamar atenção da sociedade para que a gente possa dar qualidade de vida a esses pacientes, que estão lutando e esperando dois ou três anos para conseguir o material”, finalizou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.