Vice-prefeito e prefeito promovem guerra pela Prefeitura de Santa Tereza de Goiás

Mariozam Lemes e Edson Palmeiras romperam e agora vão terçar forças no dia 15 de novembro. O vice é bancado pelo Delegado Waldir

A guerra foi declarada na política de Santa Tereza de Goiás, no Norte de Goiás. Lá o vice-prefeito, Mariozam Lemes, o PSL, desafia o prefeito Edson Palmeiras dos Santos, do DEM.

Mariozam Lemes e Edson Palmeiras eram aliados, mas romperam as relações, recentemente.

Mariozam Lemes: pré-candidato a prefeito de Santa Tereza de Goiás pelo PSL | Foto: Divulgação

O resultado é que Mariozam Lemes vai disputar o pleito — contra Edson Palmeiras. “Estou organizando uma ampla frente política”, afirma o vice. “Nós contamos com o apoio do Progressistas dos deputados Adriano do Baldy e do Professor Alcides Ribeiro.” Um dos esteios de sua campanha será o deputado federal Delegado Waldir Soares. Já o prefeito tem o apoio do PL da deputada Magda Mofatto. O presidente do PSL em Porangatu, Saulo Rolim, é peremptório: “O PSL estadual aposta na vitória de Mariozam”.

Mariozam Lemes afirma que Edson Palmeiras fez uma pesquisa para definir seu vice, mas não conseguiu fazê-lo. “O prefeito deu muito emprego, por causa da pandemia, mas sua rejeição é alta. Os empregos no geral foram concedidos a integrantes das famílias de ex-prefeitos. O povo está calado e, ao mesmo tempo, revoltado. Dará o troco nas urnas. Edson não dialoga com as pessoas e jamais abriu o portão de sua cada para o povão entrar. Na prefeitura, não pagou o piso dos professores e não deu aumento salarial para os funcionários públicos. Seu desgaste é imenso, quiçá incontornável.”

Delegado Waldir Soares e Mariozam Lemes: aliados políticos em Santa Tereza de Goiás, no Norte de Goiás| Foto: Facebook

O povoado Serra de Campo, segundo Mariozam Lemes, decide uma eleição em Santa Tereza. “Em 2016, foi decisivo para Edson, pois obtivemos a maioria dos votos em Serra de Campo, onde resido. A dor de cabeça do prefeito será exatamente o povoado, onde tenho força política. Numa eleição anterior, fui eleito vereador graças ao amplo apoio de Serra de Campo. Na época, fui o segundo mais votado. Agora, em 2020, um dos nossos candidatos a vereadores sairá eleito com os votos do povoado. Pode anotar e me cobrar depois.”

Até o momento, Mariozam Lemes não definiu seu vice. “Nós temos dois nomes, mas quem vai escolher o vice é a nossa aliança política.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.