Vereadores propõem gratuidade no Mutirama para famílias que recebem benefícios sociais

Hoje, até acompanhantes que não usam os brinquedos têm de pagar. Vereadores sugerem que pelo menos eles sejam isentos de pagar

Romário Policarpo: projeto visa beneficiar famílias carentes | foto: Divulgação

O vereador Romário Policarpo apresentou um projeto de lei sugerindo que as pessoas que recebem benefícios sociais — como a Bolsa Família — tenham acesso gratuito no Parque Mutirama. O projeto está na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Municipal de Goiânia, mas com parecer contrário da Procuradoria, alegando que é inconstitucional.

Na semana passada, a Câmara aprovou e enviou um requerimento ao prefeito Iris Rezende solicitando que aos menos os acompanhantes das crianças tenham a entrada liberada. Hoje, mesmos os pais (ou outros acompanhantes) que não brincam no Mutirama são obrigados a pagar (10 reais por pessoa). Até agora, o líder do PMDB não deu resposta ao pedido dos vereadores. Os vereadores esperam que o prefeito — que tem preocupações sociais — atenda ao clamor das familiares carentes.

No momento, por razões financeiras, as famílias estão juntando grupo de dez crianças e só um adulto entra com elas no Mutirama. É uma forma de economizar. Em parques privados, como o Ita, só pagam aqueles que usam os brinquedos.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.