Vereadores, até do PMDB, sugerem que secretária de Saúde de Iris Rezende é “nefelibata”

 Enquanto perde tempo falando em “mudanças de paradigma”, as pessoas deixam de ser atendidas ou são mal atendidas

O deputado estadual José Nelto costuma dizer que o prefeito de Goiânia, Iris Rezende (PMDB), inventou a secretária da Saúde que não é secretária. Fátima Mrué é vista, por vereadores, inclusive e sobretudo do PMDB, como uma “autêntica nefelibata”.

“Enquanto Fátima Mrué fala de ‘mudar paradigmas’, com sua linguagem empolada de acadêmica, as pessoas passam mal nas filas e muitas vezes deixam de ser atendidas. Mas com a proteção de Áureo Ludovico, médico que faz cirurgia bariátrica, e de Ana Paula Rezende, médica e filha de Iris Rezende, vai continuar fazendo discurso até 2020”, critica um vereador. “Usar termos acadêmicos é uma maneira de ficar padara e fingir que está trabalhando”, acrescenta um deputado estadual.

Deixe um comentário