Valter, Adilson, Magali, Daiane e Zé Ronaldo: o quinteto que quer administrar Itaberaí

Valter Serra é forte por ter o apoio do grupo de empresários Amigos de Itaberaí. O ex-deputado Jean Carlo pode ser o candidato-surpresa

Valter Serra: apoiado pelo grupo Amigos de Itaberaí | Foto: Facebook

Um vereador diz, em tom de brincadeira, que Itaberaí, cidade goiana, está sublevada: “Quase todos os moradores querem disputar mandato de prefeito”. Brincadeira à parte, de fato, há no mínimo dez pessoas — alguns não-políticos, outros quase-políticos e até políticos — planejando disputar.

Janyana Wollf Lúcio, presidente da Câmara Municipal | Foto: Câmara

A presidente da Câmara Municipal, Janayna Wollp Lúcio, do PTB, estava quase com o bloco na rua. Mas, em decorrência de problemas familiares, recolheu-se. “Janayna é carta fora do baralho”, afirma um vereador. Mas há quem aposte que, na hora agá, poderá recolocar seu nome na disputa.

O prefeito Roberto Silva, que até os aliados chamam de Bob Desgaste, apoia Magali de Lima, gestora da prefeitura. Ela não tem filiação partidária, mas é de extrema confiança do prefeito. Por ser um nome novo, acredita que não absorve o desgaste corrosivo e a contaminação político-administrativa radioativa do alcaide. Resta saber se consegue agregar valores antigos e novos para fortalecer sua candidatura, porque não basta o apoio de um padrinho político, sobretudo quando ele não está bem avaliado. Costuma-se dizer que, em Itaberaí, só há dois tipos de eleitores: os que rezam, todos os dias, pela saída imediata de Roberto Silva e os que planejam votar contra seu candidato em outubro de 2020.

O ex-deputado Jean Carlo (PSDB, mas descontente com o partido) tem dito a aliados que não pretende disputar mandato em 2020. Até porque, se a deputada federal Magda Mofatto (PR) for eleita prefeita de Caldas Nova, ele assumirá mandato de deputado federal, em 2021. Jean Carlo é forte? “É”, dizem vereadores. “Mas precisa estar motivado”, sugere um vereador.

Jean Carlo prefere ir para Brasília | Foto: Ruber Couto

Jean Carlo pode ser o candidato-surpresa? Um vereador admite que pode. “Mas não sei se ele quer mesmo disputar.”

O ex-prefeito Wellington Baiano, do DEM, afirma que planeja disputar. Mas, ao menos em 2020, ele pode disputar tudo, até o cargo de porteiro de boate da periferia, mas não mandato de prefeito ou vereador. Porque a Justiça o aponta como inelegível. Na verdade, Baiano prepara, na surdina, a candidatura de uma filha, a advogada Daiane Rodrigues. Outra possibilidade é seu genro, o produtor rural Rogério de Lima (bem-visto na cidade). Eles também pertencem ao DEM. Mas há quem aponte que o governador Ronaldo Caiado pode decretar intervenção no DEM do município para bancar um candidato mais ligado às suas bandeiras. As histórias de improbidade administrativa de Wellington Baiano não agradam o gestor estadual.

Zé Ronaldo, médico

O médico José Ronaldo, filiado ao Pros mas a caminho do PSL (o partido do deputado federal Delegado Waldir Soares), planeja disputar e está buscando compor uma frente política.

O vice-prefeito Adilson Cardoso dos Passos (PSDB) não tem o apoio Roberto Silva, mas, mesmo assim, está colocando seu nome nas ruas.

O grupo de empresários Amigos de Itaberaí pretende lançar o comerciante Valter Serra, sem filiação partidária. Eleitoral e politicamente, é apontado como “consistente”. Mais por causa do apoio do empresariado — que está descontente com Bob Desgaste. É consenso que Roberto Silva fez um primeiro mandato qualitativo e, no segundo mandato, está decepcionando. Mas ainda tem um ano e cinco meses para fazer alguma coisa. Críticos dizem que o grupo Amigos de Itaberaí é, de alguma forma, responsável por Roberto Silva e, dado o seu desgaste, quer retirar o corpo fora.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Marildo Ferreira

Dr Jose Ronaldo prefeito e Adilson de vice🖒