Tasso Jereissati sugere que pode deixar PSDB e criar novo partido depois das eleições

O senador do Ceará afirma que o sistema político e os partidos políticos no Brasil faliram

Senador Tasso Jereissati e o candidato a senador Marconi Perillo

O jornal “Valor Econômico” (quinta-feira, 13) publicou na capa: “Lideranças tucanas cogitam criar novo partido após eleições, diz Tasso Jereissati”

Na página 9, o título da entrevista concedida ao repórter Fernando Taquari pelo senador do Ceará é “Tasso acredita em reorganização partidária”. A penúltima pergunta é: “Há rumores de que o sr. estaria envolvido na criação de um novo partido”.

A resposta de Tasso Jereissati é mais ambígua do que sugere o título da publicação: “Vamos ver o resultado destas eleições. Tenho dito já faz tempo que esse sistema político e os partidos políticos no Brasil faliram. A reforma política terá que ser bem profunda mesmo. Do jeito que está é ingovernável. Nenhum desses candidatos [a presidente] conseguirá fazer alguma coisa boa e sustentável de longo prazo sem uma reformulação política. Vamos aguardar. Muitos governadores e senadores falam nisso [criar um novo partido], mas precisa ver qual a disposição e quem estará lá”.

É provável que, se eleger apenas (se está falando dos Estados mais poderosos) o governador de Minas Gerais, o senador Antônio Anastasia — perdendo, por exemplo, São Paulo para o MDB —, o PSDB entre em processo de refundação, ou mesmo, como sugere Tasso Jereissati, um grupo pode sair do partido e fundar outro partido.

Na última pergunta, o repórter insiste: “Qual o futuro do PSDB?” Tasso Jereissati responde: “Passada a eleição, ganhando ou perdendo, tem que se rever, fazer uma autocrítica. Já propus isso no passado. Tentei fazer isso. Muitos de nós já tínhamos percebido que a imagem do partido estava claramente muito desgastada. Temos que fazer um processo de refundação”.

Tasso Jereissati afirma que Geraldo Alckmin “é o único candidato” a presidente “que tem um programa para o desenvolvimento do Nordeste. Ele propõe uma série de metas baseada na inovação. Ele quer transformar a região em um grande centro de inovação, com a criação de um centro de inovação, com a criação de um centro tecnológico de água e energia. Tem a temática social de manter a Bolsa Família e prever sua volta, já que muita gente tem medo de sair e assinar a carteira de trabalho porque teme perder a oportunidade de ter o benefício no futuro, quando eventualmente estiver desempregado”.

O senador do Ceará sugere que Alckmin concentre sua campanha no Sudeste — onde está o maior eleitorado do país — e que seja mais Geraldo e menos PSDB.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.