Senador Wilder Morais diz que não discrimina prefeitos e que apoia candidatos do PBM

PBM significa “Partido da Base do governador Marconi”. O presidente do PP destinou emenda para 120 municípios

Wilder Morais e senador wilder-jose-eliton-marconi-facebook

O senador Wilder Morais já destinou emendas ao Orçamento da União para 120 municípios de Goiás. Com isso, atendeu a prefeitos dos mais diferentes partidos, fortalecendo um dos argumentos do gabinete do senador para rebater quem diz que escolhe apenas os do PP, que preside no Estado.

Políticos próximos a Wilder Morais dizem que ele é filiado ao “PBM”, o Partido da Base do governador Marconi Perillo. Por essa tese, a aliança governista é uma só, não importa se o candidato municipal em 2016 será de PSDB, PP, PTB ou demais siglas coligadas com Marconi.

Wilder Morais está organizando o PP no Estado inteiro, faltando apenas 12 dos 246 municípios. Continua atraindo lideranças para filiação e incentiva o lançamento de candidaturas do 11 (o número do PP) em todos eles, a prefeito, vice e vereador. Mais à frente, com o afunilamento, as articulações definirão quem encabeça a chapa em cada cidade.

Como resultado do trabalho, segundo integrantes de seu gabinete, Wilder Morais já contaria com dezenas de prefeitos apoiando sua reeleição em 2018. E eles são de todos os partidos marconistas. Ou de um só: o PBM.

[Na foto: Wilder Morais, senador; Marconi Perillo, governador de Goiás; e José Eliton, vice-governador de Goiás]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.