Há uma aposta generalizada de que, se Iris Rezende, do PMDB, for eleito prefeito de Goiânia, na disputa de 2 de outubro, ficará no Paço Municipal até o fim de março de 2018 e aí desincompatibilizará para disputar o governo do Estado. Resta saber se seu vice, Major Araújo, tem competência técnica e serenidade para governar Goiânia.

Iris Rezende, embora negue, é o principal responsável por Paulo Garcia, do PT, na Prefeitura de Goiânia. Se não fosse o peemedebista, o petista dificilmente teria sido eleito, em 2012. “Major Araújo é Paula Garcia amanhã”, admite o peemedebista.