Ronaldo Caiado disse em Jataí que ataques de Jalles e Juraci podem impedir composição com Marconi Perillo

Na sexta-feira, 28, convidado pela OAB para dar uma palestra, o deputado federal Ronaldo Caiado (DEM) esteve em Jataí. Curiosamente, foi recepcionado pela base do governador Marconi Perillo. Um vereador tucano conta que o presidente do DEM disse que não será fácil fazer parte da chapa majoritária do tucano-chefe, principalmente devido à resistência de alguns líderes governistas, como os prefeitos de Goianésia, Jalles Fontoura, e de Rio Verde, Juraci Martins (que, na sua primeira eleição, foi bancado por Caiado).

Inquirido se, mesmo com os ataques, poderia compor, Caiado não disse nem que sim, nem que não. Mas frisou que tem uma história, um perfil de político independente e responsável, e que a ação dos líderes da base não colabora para uma composição.

O fato é que, apesar da resistência de setores da base – minoritários, vale dizer –, o governador Marconi Perillo quer uma composição com Caiado. Tirando a torcida do Olaria, Jalles, Juraci, José Eliton e Vilmar Rocha, a torcida do Flamengo, Marconi (governador), Jovair Arantes (deputado federal), Magda Mofatto (deputada federal), Helio de Sousa (deputada federal), Wilder Morais (senador) e centenas de outros líderes, quer compor com Caiado.

Uma coisa é certa, afirma o tucano de Jataí: Caiado não vai pedir para ser candidato a senador. Não faz o seu perfil. Se acharem que acrescenta, que poderá ter uma participação decisiva, que o procurem.

Deixe um comentário