Quatro políticos goianos que são cotados para o próximo ministério

Alexandre Baldy, Delegado Waldir, Wilder Morais e Zacharias Calil são nomes cotados para ocupar cargos nos governos de Bolsonaro e até de Haddad

Fotos: Arquivo

Goiás está bem na fita e pode emplacar de um a dois ministros tanto num governo de Jair Bolsonaro, do PSL, quanto num governo de Fernando Haddad, do PT.

Alexandre Baldy, ministro das Cidades, é o nome mais forte. Por dois motivos. Primeiro, contribuiu, de maneira decisiva, para eleger um senador, Vanderlan Cardoso, e dois deputados federais — Adriano do Baldy e Professor Alcides Ribeiro. Os três pelo PP. Ou seja, está cacifado no PP em nível nacional. Segundo, é considerado um ministro competente e trabalhou pelo PP em praticamente todo o país. O PP pode emplacar ministro tanto num governo do PSL quanto do PT.

Delegado Waldir Soares, do PSL, pertence ao círculo íntimo de Jair Bolsonaro. Foi o deputado mais bem votado de Goiás e puxou mais um parlamentar. É cotado tanto para o Ministério da Justiça quanto para o de Segurança Pública.

Eleito deputado federal, Zacharias Calil (DEM), é cotado para o Ministério da Saúde. Mas prefere ficar na Câmara. Wilder Morais (DEM) é cotado para o Ministério das Cidades ou dos Transportes.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.