Quatro candidatos desafiam a popularidade de Humberto Machado em Jataí

Luciano Lima, Zé Carapô, Flaviane Scopel e Marquinho Carvalho enfrentam um nome do establishment da cidade

Humberto Machado, candidato do MDB: é o favorito e, como tal, o principal alvo dos demais candidatos | Foto: Reprodução

O candidato do MDB a prefeito de Jataí, Humberto Machado, é apontado como o favorito para o pleito deste ano. Seu vice é Geneilton Assis, do MDB.

Mas Humberto Machado vai enfrentar quatro candidatos aguerridos, todos se caracterizando como renovação política no município, o que, comparando com o emedebista, de fato são. Os novos postulantes apostam que poderão surpreender aquele que, para muitos, se considera uma espécie de “dono”, se não de fato, honorário de Jataí.

Zé Carapô: candidato da DC, o deputado tende a ser o crítico mais contundente de Humberto Machado na campanha eleitoral | Foto: Fernando Leite

O deputado Zé Carapô (José Antônio Prado Nunes), talvez o mais aguerrido político do município, colocou seu nome na última hora. Dará trabalho para Humberto Machado na campanha. Porque não reluta ao criticar. Ele vai tentar, por certo, ser o elemento de polarização com o ex-prefeito. Ele tem o apoio do governador de Goiás, Ronaldo Caiado, do Democratas.

Outra chapa que dará trabalho é a composta por Flaviane Scopel, candidata a prefeita pelo Cidadania, e por Kátia Carvalho, a vice, do Solidariedade. A dupla é qualificada e tem um discurso considerado afiado e moderno. E uma chapa só com mulheres, se for eleita, provará a modernidade de Jataí.

Luciano Lima: candidato a prefeito pelo PSD | Foto: Reprodução

O PT banca Marquinho Carvalho para prefeito, com Danilo Souza, do PC do B, na vice.

O PSD banca um nome forte, o do advogado Luciano Lima, que foi bem votado para deputado federal em 2018. Seu vice é Cleber, do Podemos.

As eleições em Jataí quase sempre são polarizadas: em geral, é Humberto Machado contra outro. Desta vez, pode ser diferente. A tendência é que três candidatos polarizem com o ex-prefeito: Zé Carapô, Luciano Lima e Flaviane Scopel. Um deles terá de descolar para se tornar o principal de Humberto Machado.

Flaviane Scopel, candidata a prefeita pelo Cidadania | Foto: Divulgação

Se nenhum descolar, sendo percebido pelos eleitores como “o” rival, a tendência é que Humberto Machado se fortaleça ainda mais. A eleição deste ano, como o prefeito Vinicius Luz, do Progressistas, decidiu não disputar e não oficializar seu apoio a nenhum dos candidatos, Humberto Machado se tornou uma espécie de candidato do establishment. É o nome que todos querem e precisam superar. Mas o fato de se ter três nomes fortes mais ajuda do que atrapalha o ex-prefeito.

Marquinho Carvalho: candidato a prefeito pelo PT | Foto: Divulgação

(Auxiliares do prefeito Vinicius Luz parecem demonstrar mais entusiasmo com a candidatura de Flaviane Scopel. Como se sabe, em política, neutralidade nunca é positiva. Porque rima — ou quase rima — com “omissão”.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.