PSDC emite nota resposta sobre candidatura ao governo lançada por livre e espontânea vontade

O PSDC em Goiás pediu a publicação de nota resposta sobre o texto publicado no último domingo (4/7) na coluna Bastidores, com o título “PSDC não lançou candidatura ao governo por livre e espontânea vontade“. Abaixo, segue conteúdo.

Em análise à nota e ao que vem sendo divulgado pelo Jornal Opção e, em conformidade com a entrevista que foi dada pela Presidência do PSDC ao jornalista deste renomado Jornal, tem-se a informar que:

1. O Partido Social Democrata Cristão tem candidatura própria para o governo do estado de Goiás, com os seguintes membros: Alexandre Magalhães, governador de estado; Rodrigo Adorno, vice-governador; e Aldo Muro, senador.

2. O candidato ao governo do estado pelo PSDC, Dr. Alexandre Magalhães esteve em reunião da base aliada, juntamente com o atual governador do estado de Goiás, Dr. Marconi Perillo, acenando uma possível coligação, de sorte a contemplar anseios dos candidatos proporcionais do PSDC, contudo, refluiu logo à noite, haja vista que a vontade do PSDC sempre foi a de lançar candidatura majoritária em Goiás, marco histórico para a Democracia Cristã em nosso estado-federado, haja vista que nunca houve candidatos majoritários pelo Partido desde que houve a sua reestruturação.

3. Notícias e especulações de bastidores não podem ser divulgadas pela imprensa e, sobretudo, quando divorciadas da verdade, considerando que o antigo presidente regional renunciou ao cargo, por motivos pessoais, não sendo da natureza do Dr. Alexandre Magalhães, do Dr. José Maria Eymael e do Dr. Aldo Muro, passarem por cima de quem quer que seja para colimar seus objetivos e, caso seja necessário, a renúncia do antigo presidente regional do PSDC está à disposição deste renomado meio de comunicação.

4. Ratifica-se que a candidatura do Dr. Alexandre Magalhães foi lançada ainda durante a presidência do Sr. Ademar Borges, que compôs mesa no Auditório da Câmara Municipal de Goiânia, quando o presidente Eymael esteve em Goiânia.

5. O Candidato à Presidência pelo PSDC, Eymael, NUNCA disse: “Se não for candidato, está fora do partido”. Tais palavras não comungam o pensar, agir ou falar do Presidente Nacional do PSDC, Eymael, tampouco das lideranças regionais ou de quem quer que comungue com os ideais da Democracia Cristã.

6. Por fim, invoca-se à esta respeitável forma de comunicação, se digne a corrigir o que fora divulgado, mantendo-se nos mais lídimos preceitos da realidade na divulgação das notícias acerca do PSDC, afastando quaisquer comentários jejunos de autores da informação ou confirmação documental do que está sendo publicado na forma escrita ou digital, pois a mácula à imagem de homens públicos poderá causar sérios danos, principalmente em fase de campanha eleitoral.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.