Professores do Mackenzie montam OS para gerir escolas em Goiás

Secretária Raquel Teixeira | Foto: Leoiran

Secretária Raquel Teixeira | Foto: Leoiran

Professores e pesquisadores de uma das mais consagradas entidades de ensino do Brasil (e do mundo), a Universidade Presbiteriana Mackenzie, de São Paulo, estão montando uma Organização Social para participar do processo de qualificação para gestão de escolas em Goiás.

Sem muito alarde, o grupo já teria entrado em contato com a Secretaria de Educação, Cultura e Esporte de Goiás (Seduce).

Caso seja qualificada, a OS provará, de uma vez por todas, que o objetivo do governo é dar um salto de qualidade no ensino goiano — e não as especulações que alguns partidos de esquerda e grupos financiados pelo PT dizem.

A secretária Raquel Teixeira está 110% a bordo do projeto do governador Marconi Perillo (PSDB).  Antes preocupada (e com razão), hoje a professora anuncia aos quatro cantos que a ideia vai dar certo. E muito.

 

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Carlos Martins Alves

Não entendo por que este meio de comunicação insiste em afirmar que certos “grupos financiados pelo PT” são contra a implantação de OSs. Esse discurso tende a desqualificar os questionamentos que tais grupos têm feito em relação às organizações sociais e, propositalmente, omite o fato de que a luta pela não adesão a esse modelo tem muito a ver com a falta de clareza de como funcionará na rede pública. Não expõe que a resistência às OSs se dá no campo das políticas públicas e não no partidarismo político. O que esses grupos querem, antes mesmo de se pensar nesse… Leia mais