Primos Zé Délio e Paulinho Rezende se unem em Hidrolândia

Paulinho resolveu apoiar o primo não somente por medo da covid-19, mas por avaliar que Zé Délio é o único do grupo a ter condição de enfrentar Bruno

Pode não ser efeito do coronavírus, mas a família do prefeito de Hidrolândia, Paulo Rezende está unida na quarentena. Tão unida que Paulinho já quase assumiu a campanha de seu primo José Délio Júnior, também conhecido como Juninho do Zé Délio.

Délio foi eleito vereador em 2016 pelo MDB na chapa de Paulinho, então no Democratas. Desde então, declararam guerra um ao outro, o prefeito pulou do DEM no PSDB e o vereador acaba de saltar no Democratas.

Siglas partidárias à parte, o parentesco falou mais alto e Paulo Rezende e Juninho devem mesmo anunciar a aliança logo após o prefeito se desligar do nome já lançado por sua base, o dono de loteamento Fernando Nazaré, do Cidadania, mas indo para o PSDB.

Em 2016, Paulinho tirou Fernando da vice e colocou Casimiro Neto (PV). Os três estavam rompidos: Paulinho com Fernando e ambos com Casimiro. Então, Casimiro embarcou no DEM, de onde foi preterido por Zé Délio.

Se o leitor está tonto com a barafunda de alianças feitas e desfeitas, imagine o eleitor. Que, aliás, tem outra alternativa na cidade, Bruno do Posto, que perdeu para Paulinho na eleição passada, saiu do PSB e vai se filiar ao MDB com as presenças de Daniel Vilela e Gustavo Mendanha.

Um parlamentar federal bem votado no município conta que Paulinho resolveu apoiar o primo não somente por medo da covid-19, mas por avaliar que Zé Délio é o único do grupo a ter condição de enfrentar Bruno.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.