O governador Marconi Perillo (PSDB) determinou: quer Organizações Sociais (OSs) na educação do Estado. E uma escola-modelo deverá ser aplicada em Águas Lindas de Goiás, cidade do Entorno do DF.

A questão das OSs é justamente dar mais atenção às escolas estaduais, de modo a agilizar a tomada de decisões e regular melhor a aplicação das medidas que partem da Secretaria de Educação.

Como disse David Plank, diretor de Análise das Políticas Educacionais para a Califórnia e professor de Stanford que visitou Goiás: “É preciso ter uma melhor regulação nas escolas”.

O propósito do governo é quebrar o corporativismo existente na educação atual, sobretudo entre professores.

A visão dos pesquisadores, mesmo que não falem diretamente sobre o assunto OSs, vai ao encontro disso: de que é preciso haver um acompanhamento mais próximo daquilo que acontece nas escolas.

Atualmente, o grande lema propagado entre os professores é de autonomia total em sala de aula. Os professores de Stanford dizem: “Isso não funciona”.