Conhecido como Evandro do Privê, o prefeito estaria governando para um grupo, esquecendo-se do povo e dos demais grupos empresariais

Magal com o diploma em mãos: pode perdê-lo | Foto: reprodução

Políticos que conversaram com o prefeito Evandro Magal, nos últimos dias, perceberam-no extremamente desanimado. O líder do PP está cassado e permanece na prefeitura porque recorreu à segunda instância.

Apontado como “prefeito do Grupo Privê”, porque representa mais a unidade empresarial do que a cidade, Evandro Magal descuidou da cidade, que está com ar de abandonada.

A deputada federal Magda Mofatto, do PR, rompeu com Evandro Magal porque, como prefeito, o pepista não faz questão de representar a cidade como um todo. Os demais grupos empresariais reclamam que Evandro do Privê Magal, como é conhecido nos círculos mais poderosos do município, não deve governar apenas para aqueles que mandam no deputado Marquinhos do Privê.