Petista Antônio Gomide aposta que é o único que pode derrotar o governador tucano Marconi Perillo

Antônio Gomide: o petista avalia que é o “novo” com capacidade de gestão. Resta saber se o PMDB não vai brecar a sua candidatura | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Antônio Gomide: o petista avalia que é o “novo” com capacidade de gestão. Resta saber se o PMDB não vai brecar a sua candidatura | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção


Na semana passada, com articulações a mil por hora, processou-se uma curiosidade: os adeptos de Iris Rezende passaram a elogiar o pré-candidato do PT a governador, Antônio Gomide, e os aliados de Júnior Friboi, suposto pré-candidato do PMDB, começaram a criticar o petista. Os iristas sugerem que o prefeito de Anápolis retira sua candidatura se o PMDB lançar Iris candidato a governador. Os friboizistas sustentam que Gomide acabará apoiando qualquer candidato do PMDB — por amor ou a fórceps —, dada a fragilidade política da presidente Dilma Rousseff (PT).

O que se passa realmente pela cabeça de Gomide? O prefeito é um enigma. Quem o conhece bem afirma que não é de blefar e que se trata de um político de extrema coragem. “Gomide não é de fazer jogo duplo. Ele joga limpo e, quando diz que vai fazer uma coisa, costuma fazê-la”, diz um petista. “Trata-se de um político determinado e, por representar o novo, será, se disputar, um candidato muito forte”, admite o presidente nacional do PHS, Eduardo Machado.

Em várias conversas com repórteres do Jornal Opção, Gomide sempre diz a mesma coisa: só deixa a Prefeitura de Anápolis, até o dia 5 de abril, para disputar o governo de Goiás. Cotado para ser candidato a senador, numa possível composição com o PMDB de Iris Rezende, reafirma: planeja ser candidato a governador.

Gomide não é um político meramente intuitivo, da velha escola. É um político que aprecia examinar detidamente as pesquisas para interferir na realidade de modo mais planejado e, portanto, com mais eficácia. As pesquisas sugerem que, como símbolo do novo e da mudança, pode ser o fato novo destas eleições. O PT de Goiás tem a má fama de não produzir bons administradores, mas Gomide é uma exceção. Por isso, está se apresentando, em todo o Estado, como o novo que sabe gerir de maneira eficiente. Sua tendência política avalia que é o único que realmente tem condições de derrotar o governador Marconi Perillo (PSDB). O PMDB, tanto o de Iris quanto o de Friboi, não pensa o mesmo.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.