Pesquisa mostra Rollemberg com 12,3% e Eliana Pedrosa com 12,1%. Quadro embolado em Brasília

Pesquisa do Instituto Opinião Política revela que os eleitores de Brasília não aprovam os candidatos a governador

Pesquisa do Instituto Opinião Política, encomendada e divulgada pelo jornal “Correio Braziliense” na quinta-feira, 16, mostra um quadro complicado para todos os candidatos a governador do Distrito Federal. A menor rejeição é de Eliana Pedrosa (Pros), com 52,1% — altíssima. O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) tem rejeição de 69,1% — que pode ser impeditiva de sua reeleição (para piorar sua situação, seu governo é rejeitado por 73,4% dos eleitores). O quadro é de total indefinição.

A pesquisa estimulada para governador mostra um quadro de empate técnico, dada a margem de erro de 3%. Rodrigo Rollemberg aparece em primeiro lugar, com 12,3%. Praticamente empatado com a ex-deputada distrital Eliana Pedrosa, com 12,1%.

O deputado federal Rogério Rosso (PSD), terceiro colocado, tem 8,5%. O deputado federal Alberto Fraga (DEM), o quarto colocado, tem 8,4%. O que configura empate entre os dois. Dada a margem de erro, de 3%, estão empatados com Rodrigo Rollemberg e Eliana Pedrosa.

O quinto colocado é Alexandre Guerra (Partido Novo), com 3,8%. A rigor, pode-se falar em empate técnico com Rogério Rosso e Alberto Fraga, mas o candidato está distanciado de Rodrigo Rollemberg e Eliana Pedrosa.

O economista Júlio Miragaya (PT) é o sexto colocado, com 3%. Está empatado, tecnicamente, com Alexandre Guerra.

Fátima Sousa (Psol), com 2,2%, é a sétima colocada. Ela é professora da Universidade de Brasília (UnB).

O general Paulo Chagas (PRP), com 1,8%, é o oitavo colocado. É militar da reserva.

Apesar da estrutura do MDB, Ibaneis Rocha (MDB), com 1,4%, é o nono colocado. O desgaste do partido em Brasília é alto.

Antônio Guillen (PSTU), com 0,5%, é o décimo colocado.

Renan Rosa (PCO) é o décimo-primeiro colocado — com 0,4%.

Alto percentual de indecisos

O diretor de Negócios do Instituto Opinião Política, Carlos André de Almeida Machado, disse ao “Correio Braziliense”: “São quatro candidatos com possibilidades de vitória nesse início de caminhada, o que demonstra que será uma campanha muito acirrada, com disputa voto a voto”. Ele frisa que preocupa, para os candidatos, “o alto percentual de eleitores que ainda não sabem em quem vão votar ou que pretendem anular o voto” (o texto entre as aspas é do “Correio”). “Esse percentual chega a 44%, o que é compatível com o cenário nacional. De cada 10 pessoas, quatro não sabem em quem votar”, afirma Carlos André.

Registro da pesquisa

A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-DF) com o número DF-03100/2018. Para a amostra, foram realizadas 1.231 entrevistas, entre 10 e 13 de agosto, com eleitores residentes no Distrito Federal com mais de 16 anos. O intervalo de confiança da pesquisa é de 95% e a margem de erro é de 3%.

Eleitores de Brasília rejeitam todos os candidatos. Nenhum tem menos de 50% de rejeição

Deixe um comentário