“Paulo Garcia contamina Iris Rezende e PT não ganha eleição para prefeito de Goiânia”, diz pesquisador

Iris Rezende e Vanderlan Cardoso: os líderes nas pesquisas não apresentam índices altos. Pode surgir uma alternativa qualitativa | Foto: Fotos: Fernando Leite/Jornal Opção

Iris Rezende e Vanderlan Cardoso: os líderes nas pesquisas não apresentam índices altos. Pode surgir uma alternativa qualitativa | Foto: Fotos: Fernando Leite/Jornal Opção

Institutos como Grupom e Fortiori já estão em campo fazendo pesquisas quantitativas e qualitativas. O Jornal Opção conversou com um pesquisador, que optou por não se identificar — tem clientes de vários partidos políticos — e obteve informações de interesse para candidatos a prefeito de Goiânia. Sua principal conclusão: a eleição da capital está inteiramente aberta. “Quando comecei a fazer pesquisas, acreditei que Iris Rezende, dados os comentários na imprensa, estaria em primeiro lugar, e disparado. De fato, o líder peemedebista lidera, mas sua intenção de voto é mais baixa do que se imaginava.”

Dependendo da pesquisa, com a colocação de menos ou mais postulantes, Iris aparece com 28%, 30% e 33%. Para um político que já foi governador duas vezes e prefeito três vezes de Goiânia — duas vezes recentemente — e acabou de disputar o governo do Estado, com boa votação na capital, esperava-se que o peemedebista deslanchasse. “Na verdade, em nenhuma das variações da pesquisa Iris chegou a 40%. Para quem está no topo, como não é uma boa notícia. O quadro é parecido com sua posição na disputa pelo governo do Estado.”

O que está acontecendo? “Nós estamos apurando, com pesquisas rigorosas, as motivações. Tudo indica que o eleitorado o considera ‘velho’, de idade e ideias, para gerir uma cidade grande e moderna como Goiânia. O desgaste de Paulo Garcia, apesar de que o ex-prefeito é maior do que o prefeito, está puxando seus índices para baixo.”

As pesquisas mostram um alto número de indecisos — o que decorre do fato de que as eleições estão distantes e ao desgaste dos políticos. “O eleitor quer falar de tudo, menos de política. Quando fala de políticos, é para xingá-los.”

Vanderlan Cardoso (PSB) e o deputado federal Waldir Soares (PSDB) aparecem tecnicamente empatados — na casa dos 20%. Vanderlan geralmente é o segundo colocado. “Para consolidar-se, Vanderlan precisa crescer mais e firmar um número. As qualitativas sugerem que Waldir é popular, mas não tem o perfil requerido — não tem a imagem de gestor — requerido pelo eleitor da capital.” Adriana Accorsi (PT) não passa de 6%. “Ninguém ganha em Goiânia pelo PT.”

Uma resposta para ““Paulo Garcia contamina Iris Rezende e PT não ganha eleição para prefeito de Goiânia”, diz pesquisador”

  1. Avatar Médicogyn disse:

    PT? Esse pessoal do PT só de pensar em candidatar, já estão errados, e muito! Tudo um lixo esse PT!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.