Os motivos que levaram a chapa OAB Que Queremos a perder três integrantes

Leon Deniz e Thales Jayme ladeiam Lúcio Flávio: os dois foram impugnados | Foto: Facebook

Leon Deniz e Thales Jayme ladeiam Lúcio Flávio: os dois foram impugnados | Foto: Facebook

O slogan da chapa de Lúcio Flávio e Leon Deniz defendido como um lema “OAB Que Queremos” nunca pareceu tão contraditório como agora que teve três membros impugnados pela Comissão Eleitoral da OAB-GO — o que os torna inelegíveis para o pleito de novembro.

Analisemos: o candidato ao cargo de vice-presidente, Thales José Jayme, não é elegível porque não tem cinco anos ininterruptos de exercício da advocacia — se afastou para assumir cargo no governo do tucano Marconi Perillo (aqui é preciso lembrar que sua chapa tem como maior bandeira o “não envolvimento político”)

Já o candidato a conselheiro federal Marisvaldo Cortez foi impugnado porque o advogado estava suspenso pela seccional do Distrito Federal.

Por fim, o também candidato ao Conselho Federal — e eterno candidato da “oposição” — não é elegível simplesmente porque, supostamente, não pagou anuidade em Minas Gerais durante dois anos.

A pergunta que não quer calar é: que grupo é esse que se diz oposição “de verdade”, “responsável”, mas não respeita o regramento eleitoral, não paga anuidade e ainda não assume que se envolve em política? (É preciso destacar que isso não é um problema, mas porque gritar aos quatro ventos que não o faz?)

Em tempo: o advogado experiente Lúcio Flávio, que é a cabeça da chapa, não deveria saber de tais situações quando montou sua chapa?

3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Dianari Sales

Não vejo tais motivos de forma desabonadora que foge a um princípio traçado, que é a renovação, desde quando ser inadimplente é crime, anti ético ou imoral, o mesmo raciocínio segue para o desrespeito ao quinquênio, membros são substituíveis, facilmente, o que não pode é a nossa OAB-GO continuar como esta e nas mãos de quem esta, se o Lúcio Flávio e sua chapa é a única opção para renovação, e nela que me agarrarei.

Pedro Ivo Mafra.

Lamentável!

Médicogyn

Que bando de amadores! Rs