O governo petista tem feito o Brasil viver uma fase de corrupção sem paralelo em sua história, afirma Wilder Morais

Wilder Morais

Em seu retorno ao Senado, após licença de 120 dias resolvendo questões pessoais, Wilder Morais (DEM-GO) voltou muito mais ácido e crítico em relação ao governo federal. Seus posts no Twitter evidenciam suas críticas. Num de seus tweets recentes e com grande alcance, ele aborda o crime de Dilma em relação ao descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal: “Desrespeito à Lei de Responsabilidade Fiscal é coisa séria. Isso é uma prova clara que o governo perdeu o prumo da retidão administrativa”.

Mas Wilder tem ressaltado que suas críticas “não são guiadas pelo viés meramente partidário, e que não torce para que o pior aconteça no governo petista, pois aí seria torcer contra 200 milhões de brasileiros”. Segundo o parlamentar, essa linha de ação não bate com seu perfil político, e que está no Senado “para travar uma luta de ideias para melhoramento do País, principalmente de Goiás, e não para luta demarcatória de território político-partidário”.

Para Wilder, o governo petista tem feito o Brasil viver uma fase de corrupção “sem paralelo em sua história”. Ele diz mais, alvejando a Operação Lava Jato: “É muito dinheiro indo para o ralo, ou melhor, para o bolso de corruptos, que não deveriam estar gerindo dinheiro público”.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antonio Alves

O senador tem razão, mas a corrupção é proporcional ao poder que o partido tem. Para um partido nanico como o DEM, ter um governador corrupto como o ex-governador Arruda já dá um índice mais alto que o percentual de todos os corruptos do PT. Faça os cálculos!