O governador Marconi Perillo quer discurso de mais gestão e menos política

Marconi Perillo: o governador quer fazer uma campanha menos dispendiosa

Marconi Perillo: o governador quer fazer uma campanha menos dispendiosa

Auxiliares do governo Marconi Perillo, estranhando a sua tranquilidade, cobram uma pré-campanha mais agressiva, com mais participação nas redes sociais. O tucano-chefe ouve em silêncio, examina as ponderações, mas pede calma e sugere que, como está no governo, sua função é mesmo gerir a máquina, construir e inaugurar obras. Sua prioridade absoluta é administrar com o objetivo de tornar melhor e mais saudável a vida dos goianos. Às vezes, em tom de brincadeira, costuma dizer: “Não apresse o rio, ele corre sozinho”.

Marconi quer acelerar as principais obras, para inaugurá-las até junho. Mas tem frisado que, mesmo as obras que não forem inauguradas até este mês, vão continuar sendo tocadas. Obras, tem frisado, não obedecem ao ritmo da campanha, e sim da necessidade da população. Quan­do começar seu trabalho de divulgação, seja em redes sociais, seja em entrevistas, seja em encontros com a sociedade, o tucano-chefe quer ter um volume de obras considerável para mostrá-las à sociedade.
Ante a possibilidade de uma campanha milionária de Júnior Friboi (PMDB), Marconi pretende fazer uma campanha mais modesta, explorando mais a inteligência do que recursos financeiros. O tucano planeja uma campanha mais barata e centrada em programas propositivos. Ao mesmo tempo em que vai mostrar o que fez, como fez e por que fez, vai apresentar um programa de continuidade da modernização de Goiás. Marconi fala em modernização continuada. Seus aliados pretendem explorar um marketing diferenciado, mostrando que o tucano permanece moderno, portanto o novo, e um agente da mudança.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.