Marconi Perillo não planeja exonerar Raquel Teixeira. Quer que esteja convicta de que o projeto de implantação de OSs na Educação é positivo 100%, e não 49% ou 51%

José Paulo Loureiro foi secretário da Fazenda, chefe do Tesouro Estadual, presidente da Celg e titular da SSP

O engenheiro José Serra, doutor em economia, é considerado (até pelos médicos) um dos melhores ministros da Saúde da história do Brasil. O primeiro-ministro inglês Winston Churchill, o político que não dobrou a espinha ante o poderio do nazista Adolf Hitler, dizia que a guerra não deveria ficar por conta dos generais. Aliás, se não fosse Churchill, com sua energia avassaladora e sua coragem quase suicida, a Inglaterra teria se rendido à Alemanha, possivelmente já em 1941, quando a França já estava controlada pelas tropas nazifascistas.

Pois um especialista em gestão, conhecido nos setores público e privado como “golden boy” — costuma acertar em áreas em que muitos erram —, é cotado para substituir Raquel Teixeira na Secretaria de Educação. Trata-se de José Paulo Loureiro [foto acima], um administrador hoje conhecido e respeitado nacionalmente.

José Paulo Loureiro foi secretário da Fazenda, chefe do Tesouro Estadual, presidente da Celg, secretário de Segurança Pública. Não falhou em nenhuma das áreas nas quais atuou. Na iniciativa privada, se tornou um consultor dos mais requestados. Pode ser que, por sua capacidade de gestão e pela facilidade que tem para se relacionar com as pessoas, seja o técnico certo para o lugar certo, quer dizer, implantar as organizações sociais na Educação do governo de Goiás.

Outro nome cotado é o de José Carlos Siqueira [foto acima], também um organizador nato, sério e íntegro.

A especulação significa que Raquel Teixeira está caindo ou já caiu? Não. A secretária é competente e séria. Está prestigiada. Mas precisa provar que está mesmo interessada em implantar as OSs na Educação. No caso, o que o governador Marconi Perillo quer é que esteja convicta de que o projeto é positivo 100% — e não 49% ou 51%. Mais: o projeto não pode ser apenas do tucano-chefe; precisa ser também de Raquel Teixeira.