Nivaldo Melo pode disputar Prefeitura de Pirenópolis pelo MDB

Mas o ex-deputado federal Daniel Vilela teria um compromisso com o vereador André Pio, filiado ao PSDB

Nivaldo Melo aparece como favorito para para a Prefeitura de Pirenópolis | Foto: Reprodução

O empresário Nivaldo Melo, se a Justiça o liberar, vai pleitear mandato de prefeito de Pirenópolis pela terceira vez. Ele é apontado como favorito pela maioria dos políticos do município. Recentemente, o ex-prefeito abriu conversações com o presidente do MDB, Daniel Vilela.

Há dois caminhos. Primeiro, Nivaldo Melo pode ser candidato pelo MDB. Segundo, o MDB poderia indicar seu vice.

André Pio, que simboliza a renovação, pode trocar o PSDB pelo MDB| Foto: Jornal Opção

Mas há um “drummond” no meio do caminho de Nivaldo Melo. O presidente da Câmara Municipal, André Pio, filiado ao PSDB, já mantinha diálogo com Daniel Vilela com o objetivo de disputar a prefeitura pelo MDB (frise-se que o ex-governador Marconi Perillo articula para mantê-lo no PSDB). Era praticamente certo que o jovem político seria o postulante do emedebismo. As conversas com Nivaldo Melo colocaram uma pedra no caminho.

André Pio tem dito a aliados que será candidato a prefeito — talvez pelo próprio PSDB (o problema é que o partido está desarticulado na cidade) — e não aceita ser vice. “Prefiro perder para prefeito a ser vice”, costuma dizer.

João do Léo: desgastado mas controla a máquina | Foto: Reprodução

O prefeito João do Léo (DEM), que era considerado “galinha morta”, começou a trabalhar e articula uma frente política para apoiá-lo. Mas há dois problemas. Primeiro, deixou o desgaste crescer, o que pode se tornar uma montanha incontornável. Segundo, foi eleito em 2016 como fato novo, como o político que iria empregar métodos modernos e éticos de gestão. Mas sua administração responde a processo por improbidade administrativa e auxiliares tiverem de ser demitidos. Se João deixou a cidade ao “léu” — abandonando-a por longos momentos, como se houvesse esquecido que era prefeito —, agora é a vez de os eleitores o deixarem ao “léu”. É o que se diz na cidade.

O que se diz é mais ou menos o seguinte: se apostarem na tradição (experiência), os eleitores vão eleger Nivaldo Melo, mas, se apostarem na renovação, podem apostar em André Pio. Consta, até, que nem aliados de João do Léo estão animados com a possibilidade de que dispute a reeleição com chance de vitória.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.