Misael Oliveira aposta que vai polarizar em Senador Canedo com o prefeito e o candidato de Vanderlan

O ex-prefeito acredita que, na hora agá, o senador vai substituir Fernando Peloso por um “candidato-surpresa”

Misael Oliveira, do PDT, foi prefeito de Senador Canedo, fez muitas obras, mas não foi reeleito, em 2016. O líder pedetista afirma que vai ser candidato em 15 de novembro deste ano. “Hoje, as pesquisas verdadeiras mostram que estou em primeiro e, às vezes, em segundo lugar, mas sempre bem colocado. As pessoas da cidade dizem: ‘o Misael é aquele que trabalha de sol a sol e fez muitas coisas, melhorou a saúde, trouxe empresas para Senador Canedo, gerou empregos, construiu escolas de qualidade e fala a verdade’. É assim que sou visto.”

Misael Oliveira: pré-candidato a prefeito de Senador Canedo pelo PDT | Foto: Fernando Leite

O ex-prefeito afirma que está conversando com líderes do DEM, do Avante e do Patriota. “Mas são conversas preliminares, não tem nada definido.” O repórter inquire: “O DEM vai apoiar Júlio de Pina, do PRTB?” Misael Oliveira responde: “Não sei. Pode ser. Mas o quadro político, em termos de alianças, ainda está aberto. O que sei é que o governador Ronaldo Caiado, o principal líder do Democratas, quer contribuir para eleger o próximo prefeito de Senador Canedo. O grande adversário da base governista na cidade é Fernando Peloso, o candidato bancado pelo senador Vanderlan Cardoso.”

Fernando Peloso (PSD) é um pré-candidato competitivo? “Não é. Pelo contrário, está em queda livre. Portanto, se amanhã, Vanderlan Cardoso o retirar do páreo, bancando outro candidato — ou candidata —, não ficarei nenhum pouco surpreso. Mas acho que vão esperar um pouco mais. Mas acredito que o senador vai aparecer, de repente, com um candidato-surpresa.”

“O quadro que se desenha é uma disputa entre o prefeito Divino Lemes, do Podemos, um candidato do Vanderlan — que pode ser sua mulher, Izaura Cardoso — e Misael Oliveira”, afirma o ex-prefeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.